Família tem confirmação da morte de brumadense na Alemanha e pede ajuda para translado do corpo

18 Nov 2020 - 00:00h

A família do brumadense de 33 anos que residia na Alemanha finalmente teve a confirmação de sua morte após dias buscando por informações (veja aqui). A equipe médica que atestou o óbito confirmou a notícia para família. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, Sidnéia da Silva Santos, irmã do brumadense, disse que o mesmo sofreu um enfarto em casa. “Foi causa natural. Ele morreu enfartado”, comentou. Agora, a família está pedindo ajuda para que a Embaixada Brasileira possa fazer o traslado do corpo para o Brasil. “Não temos condições. Precisamos fazer um enterro digno. Ele não é indigente, tem família”, salientou.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário