Achei Sudoeste

BUSCA PELA CATEGORIA "Esportes"

03 Dez 2019 - 11:30h

A revista France Football entregou nesta segunda-feira 2, no Teatro Châtelet, em Paris, o prêmio Bola de Ouro de melhor jogador da temporada europeia ao argentino Lionel Messi. O atacante desbancou o holandês Virgil Van Dijk e o português Cristiano Ronaldo. Messi venceu o Campeonato Espanhol com o Barcelona na última temporada e, de quebra, foi o maior artilheiro, com 36 gols marcados. O argentino, no entanto, não conseguiu levantar o título da Liga dos Campeões, caindo na semifinal para o Liverpool, em uma sonora goleada por 4 a 0, depois de vencer o primeiro jogo, em casa, por 3 a 0. O desempenho individual de Messi acabou prevalecendo na votação.

01 Dez 2019 - 09:00h

A Fifa anunciou na sexta-feira (29) a suspensão definitiva de Ricardo Teixeira do futebol mundial. Presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) entre 1989 e 2012 e ex-membro do antigo Comitê Executivo da entidade que rege internacionalmente o esporte, o ex-dirigente foi banido por decisão do Comitê de Ética, que chegou à conclusão de que o brasileiro cometeu o crime de corrupção em suas ações no esporte entre 2006 e 2012. De acordo com a Fifa, Teixeira esteve envolvido em “esquemas de suborno” neste período, quando teve relação direta com as negociações da CBF, Conmebol e Concacaf com empresas de marketing esportivo. A maioria dos contratos se referia à venda de direitos de transmissão das competições organizadas por estas entidades. O Comitê de Ética, em suas investigações, concluiu que o ex-dirigente de 72 anos infringiu o artigo 27 do Código de Ética da Fifa, ao receber propina. E, como consequência, foi punido com o banimento definitivo do futebol. Assim, Teixeira não pode exercer qualquer atividade relacionada ao esporte, tanto em nível nacional quanto em internacional. Além disso, o ex-presidente da CBF foi multado em 1 milhão de francos suíços, equivalente a 4,2 milhões de reais. “O Sr. Teixeira foi notificado sobre esta decisão hoje [sexta], data em que teve início o seu banimento”, informou a Fifa, em comunicado oficial.

25 Nov 2019 - 16:30h

O técnico português Jorge Jesus, do Flamengo, recebeu na manhã desta segunda-feira o título de cidadão honorário da cidade do Rio de Janeiro, pelas conquistas da Taça Libertadores da América e do Campeonato Brasileiro. Ele chegou à Câmara de Vereadores ao local ao lado de familiares. O evento contou com a presença do presidente Rodolfo Landim, Rodrigo Dunshee, vice-geral, Luiz Eduardo Baptista, vice de relações externas, e de Reinaldo Belotti, CEO. A inciativa foi do vereador e ex-jogador do Flamengo, Felipe Michel. Landim agradeceu ao treinador por ter aceitado a proposta de comandar o Flamengo. “Homenagem mais do que justa. Não só pelos resultados do Flamengo, mas por características pessoais que o torna uma pessoa diferenciada. Mais importante é a intensidade que ele tem no trabalho dele e ao nível de detalhe. São características de um líder. Uma felicidade contar com você aqui no Rio de Janeiro e ter aceitado esse desafio de sair do conforto de Portugal e chegar para conseguir resgatar o orgulho de uma verdadeira nação. O que estão fazendo aqui é muito pouco para pagar o carinho e admiração que temos por você”, disse o presidente Rodolfo Landim.

24 Nov 2019 - 18:15h

Depois de ter sido campeão da Libertadores no último sábado, o Flamengo conquistou também o título do Campeonato Brasileiro neste domingo, com a derrota do Palmeiras para o Grêmio por 2 a 1. Com o feito, o Rubro-Negro se tornou o primeiro time desde 1963 a ganhar o Brasileiro e a Libertadores no mesmo ano. De acordo com o Globo Esporte.com, a única equipe que obtivera tal feito havia sido o Santos, ao conquistar as edições de 1962 e 1963 da Taça Brasil - que ganhou status de Brasileiro após resolução da CBF em 2010 - e da Libertadores. Comandado por Pelé, o Peixe dominou o futebol do país naquela década e conquistou o status de um dos melhores times de todos os tempos. Desde então, nenhum time do país conseguiu ganhar o maior título nacional e a Libertadores na mesma temporada. No momento do apito final na Arena Palmeiras, os jogadores do Flamengo estavam no ônibus do clube no bairro do Recreio dos Bandeirantes, a caminho do Ninho do Urubu. Em festa, os atletas gritaram “É campeão” e “Volta pro trio”.

23 Nov 2019 - 19:10h

O Flamengo é o campeão da Copa Libertadores de 2019. A equipe rubro-negra, dona do futebol brasileiro na atual temporada, conquista agora a América. Os brasileiros venceram o River Plate de virada por 2 a 1, com dois gols de Gabigol anotados aos 43 e aos 46 minutos do segundo tempo. De acordo com o Uol Esporte, o Flamengo, assim, volta a conquistar a América após exatos 38 anos. Foi justamente em 23 de novembro de 1981, em sua primeira e até então única final do torneio, que o Rubro-Negro, estrelado pelo craque Zico, vencia o Cobreloa por 2 a 0, em Montevidéu, no Uruguai, e levantava assim a taça da Libertadores. Em tempo: ainda que não entre em campo, o Flamengo tem nova chance de ser campeão amanhã. Líder isolado do Campeonato Brasileiro com 13 pontos de vantagem para o segundo colocado, o Rubro-Negro confirma o título nacional caso o Palmeiras não vença o Grêmio, em jogo marcado para as 16h deste domingo, no Allianz Parque.

18 Nov 2019 - 06:00h

Inesquecível! Neste domingo (17), a Seleção Brasileira Sub-17 escreveu mais um capítulo especial na história da Copa do Mundo da categoria. No Estádio Bezerrão, no Gama (DF), a Canarinho saiu atrás no placar diante do México, mas virou com Kaio Jorge e Lázaro, e a vitória por 2 a 1 garantiu o quarto título da competição ao Brasil. O tetracampeonato do time comandando por Guilherme Dalla Déa chega após uma campanha invicta na competição. Foram três vitórias na fase de grupos, o que colocou a Canarinho no topo do Grupo A. Depois, triunfo por 3 a 2 sobre o Chile, nas oitavas de final. Nas quartas, a equipe bateu a Itália por 2 a 0. E, na fase semifinal, uma virada surpreendente diante da França: 3 a 2. Foi o quarto título do Brasil na Copa do Mundo Sub-17, que também faturou as edições em 1997, 1999 e 2003.

16 Nov 2019 - 10:05h

Principal jornal da Inglaterra, o The Guardian apresentou uma extensa reportagem sobre o papel do Bahia em defesa de causas humanitárias, apontando o clube como o mais progressista do país. O texto, assinado pelo jornalista Joshua Law, lista as diversas campanhas afirmativas do Tricolor na gestão Guilherme Bellintani, puxando como gancho o manifesto do clube em defesa das praias do Nordeste – há quase um mês, o Bahia entrou em campo para enfrentar o Ceará com a camisa manchada de óleo. Com o título de “Como o Bahia se tornou o clube mais progressista do Brasil”, a matéria afirma que o clube tem se notabilizado na defesa de grupos minoritários. “Ao longo dos últimos dois anos, o clube tem desenvolvido uma reputação como o clube mais democrático e socialmente engajado do país, desenvolvendo campanhas para problemas como o racismo, direitos LGBTQ, a demarcação de terras indígenas e o tratamento das torcedoras nos estádios de futebol”, diz a reportagem. O texto passeia pela história recente do clube, que sofreu durante décadas, passou dois anos na Série C e só agora começa a se reerguer, após passar por um processo de redemocratização no ano de 2013. Entrevistado pelo jornal, Bellintani afirma que seu mandato é focado em três objetivos: garantir o clube financeiramente, alcançar sucesso no campo e implementar ações afirmativas. A reportagem também destaca o papel do técnico Roger Machado na luta contra o racismo, reproduzindo parte do seu discurso após a partida contra o Fluminense, que viralizou nas redes sociais. O jornal destaca a seguinte aspa do treinador: “Se, no fim do livro da minha vida, estiver escrito: ‘esse indivíduo ajudou a construir o esporte mas, acima de tudo, ajudou a usar o esporte como ferramenta de transformação’, eu poderei morrer em paz”, disse.

15 Nov 2019 - 20:05h

A Argentina venceu o Brasil na tarde de hoje por 1 a 0, em amistoso realizado em Riad, na Arábia Saudita. A seleção brasileira teve atuação fraca, principalmente ofensivamente, e pouco incomodou a Argentina, que contou com gol de Messi para vencer. A equipe de Tite agora acumula cinco partidas sem vitória, seu maior jejum desde 2013. De acordo com o Uol Esporte, o Brasil teve a chance de abrir o placar no começo do jogo, mas Gabriel Jesus perdeu pênalti que ele mesmo sofreu. Cinco minutos depois, pênalti para a Argentina sofrido e cobrado por Lionel Messi. Alisson chegou a defender, mas a bola voltou para o camisa 10 colocar no fundo das redes. O próximo compromisso da seleção é diante da Coreia do Sul, na próxima terça-feira (19), às 10h30 (de Brasília), no estádio Mohammed Bin Zayed, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. Já a Argentina vai até Israel para amistoso com o Uruguai, marcado para a próxima segunda-feira (18).

06 Nov 2019 - 09:30h

A final da Copa Libertadores de 2019, entre Flamengo e River Plate, será em Lima, no Peru, dia 23 de novembro, no Monumental de Lima. A decisão foi tomada nesta terça-feira, numa reunião organizada pela Conmebol que durou cerca de cinco horas, da qual participaram os presidentes do Flamengo, Rodolfo Landim, e do River Plate, Rodolfo D'Onofrio. Também estavam no encontro os presidentes da CBF, Rogério Caboclo, e da AFA, Claudio Tapia. O jogo estava inicialmente previsto para o Estádio Nacional, no dia 23, em Santiago, onde cabem 50 mil pessoas. Mas os protestos que abalam o Chile há mais de três semanas tornaram impossível a manutenção do plano original. Em conjunto, a confederação continental e os clubes não quiseram correr os riscos de manter o jogo na capital chilena – e nem expor torcedores e patrocinadores a situações de perigo. De acordo com o Globo Esporte.com, também pesou o fato de o futebol chileno estar paralisado há mais de três semanas, quando começaram os protestos. Na véspera da reunião na Conmebol, o prefeito de Santiago, Felipe Guevara, declarou que não faria sentido organizar uma partida internacional antes da retomada do futebol local.

24 Out 2019 - 00:00h

Ao passo que nos aproximamos do final do ano, os campeonatos de futebol também vão chegando ao fim, deixando os torcedores ansiosos para as próximas disputas em campo. A Copa do Brasil, por exemplo, trouxe uma final eletrizante entre o Internacional e o Athletico Paranaense, que já sabemos ter saído vitorioso, sem muitas condições de prever qual seria o clube que se estabeleceria na privilegiada primeira posição como principal clube do ano no Brasil. Mas ainda há tempo para vuvuzelas: a Libertadores, já em reta final, está a todo vapor. A Taça Libertadores da América é a principal competição da modalidade interclubes do continente sul-americano. Sabendo da importância do campeonato, o Flamengo iniciou uma campanha corajosa para chegar onde está hoje, com uma boa chance de acabar na final. A classificação aconteceu ainda em 2018, com o vice-campeonato brasileiro, mas a estreia na Libertadores de 2019 veio na fase de grupos. Encabeçando o grupo D, a classificação nas oitavas de final demandou um coração forte aos torcedores do Mengão, que superou o Emelec nos pênaltis. Já nas quartas de final, o Internacional de Porto Alegre assustou, mas não derrubou o rubro-negro, que ainda chegou a enfrentar o também gaúcho Grêmio na semifinal. Falando nisso, a disputa entre o Grêmio e o Flamengo vai além dos campos. Com a troca de farpas entre os treinadores, algumas falas são, claramente, indiretas em coletivas de imprensa. Renato Gaúcho, do Grêmio, chegou a questionar o futebol rubro-negro de Jorge Jesus, que rebateu a provocação com elegância daquela vez, mas as provocações continuam. Há quem diga que o Flamengo teve um desempenho melhor em campo no jogo de ida, no início de outubro, e poderia ter sido ainda melhor não fosse a distração de Gabigol, que empurrou Kanneumann no gol marcado por Everton Ribeiro. Esse plot twist é apenas uma das inúmeras razões pelas quais é difícil prever resultados no futebol, portanto, conhecer e estudar o desempenho das equipes ajuda. Para tanto, é possível recorrer às análises profissionais de apostas esportivas e dicas sobre apostas exatas fornecidas por sites especializados. Há muito pano para a manga neste sentido, especialmente levando em consideração as emoções vividas no jogo de ida, cuja expectativa de gols estava bastante positiva e foi correspondida, mesmo com os três gols anulados pelo VAR. O placar de 1 a 1 no jogo de ida da semifinal da Libertadores é, talvez, a maior provocação entre os clubes. A final da Libertadores acontece no fim de novembro e será disputada entre os dois clubes que mais apresentarem resultados. Obviamente, os candidatos River Plate e Boca Juniors apresentam ao Grêmio e ao Flamengo a certeza de que não será uma final de campeonato fácil. O mata-mata é bastante característico da Libertadores, que não utiliza sistemas de pontuação tal como o Brasileirão. Ainda sobre as semifinais, por enquanto, não há nenhum desequilíbrio de desempenho entre o Flamengo e o Grêmio que aponte para a vitória de um sobre o outro. Apesar de o futebol do River e do Boca ser de excelente qualidade, não podemos negar que uma final de Libertadores 100% brasileira causaria frisson e traria muita alegria e orgulho ao país.

23 Out 2019 - 23:50h

O Flamengo está na final da Copa Libertadores da América após 38 anos de espera. E de maneira incontestável. O Rubro-Negro transformou o Maracanã em um palco nesta quarta-feira (23), dando um verdadeiro show de futebol para golear o Grêmio por 5 a 0 e confirmar a vaga na grande decisão do próximo dia 23 de novembro, em Santiago (Chile), contra o River Plate-ARG. De acordo com o Uol Esporte, o Grêmio tentou igualar as ações no primeiro tempo após um duelo de ida onde já assistira a um Flamengo superior. Durou 41 minutos. Foi quando Bruno Henrique aproveitou rebote de Paulo Victor em chute de Gabigol para fazer 1 a 0. Até aí parecia um jogo normal. Parecia. Mas os quatro gols em 25 minutos na volta do segundo tempo trataram de colocar a partida na galeria das inesquecíveis para o time carioca. Gabigol (duas vezes, para se tornar também artilheiro do torneio continental), Pablo Marí e Rodrigo Caio completaram os gols da vitória histórica.

20 Set 2019 - 13:00h

Com algumas novidades, o técnico Tite anunciou no final da manhã desta sexta-feira (20) a convocação da Seleção Brasileira para os amistosos contra Senegal e Nigéria, respectivamente no dia 10 de outubro, uma quinta-feira, e no dia 13, um domingo. As duas partidas serão disputadas no Estádio Nacional de Singapura. Após cumprir suspensão, o atacante Gabriel Jesus, do Manchester City, está de volta ao time Canarinho. Outro que retorna é o também atacante Everton Cebolinha, do Grêmio, que não foi chamado para os amistosos de setembro por causa da disputa da semifinal da Copa do Brasil. Das novidades, foram chamados o goleiro Santos, o zagueiro Rodrigo Caio, o lateral Renan Lodi, o meia Matheus Henrique e o atacante Gabriel, o Gabigol. Confira a lista dos 23 jogadores convocados: Goleiros: Ederson (Manchester City), Santos (Athletico-PR) e Weverton (Palmeiras); Laterais: Daniel Alves (São Paulo), Danilo (Juventus), Alex Sandro (Juventus) e Renan Lodi (Atletico de Madrid); Defensores: Éder Militão (Real Madrid), Marquinhos (PSG), Rodrigo Caio (Flamengo) e Thiago Silva (PSG); Meias: Arthur (Barcelona), Casemiro (Real Madrid), Fabinho (Liverpool), Lucas Paquetá (Milan), Matheus Henrique (Grêmio) e Philippe Coutinho (Bayern de Munique); Atacantes: Everton (Grêmio), Gabriel (Flamengo), Gabriel Jesus (Manchester City), Neymar (PSG), Richarlison (Everton) e Roberto Firmino (Liverpool).

19 Set 2019 - 06:50h

O Athletico Paranaense é o campeão da Copa do Brasil de 2019. Com uma exibição segura, mesmo diante de um Beira-Rio lotado, a equipe comandada por Thiago Nunes segurou o Internacional, venceu por 2 a 1 e assegurou o troféu inédito para o clube paranaense. Léo Cittadini abriu o placar, enquanto Nico López anotou o gol que chegou a dar esperança aos gaúchos. Rony, no fim, anotou um belo gol após jogada linda de Marcelo Cirino. De acordo com o Uol Esporte, mesmo fora de casa, o Athletico se sentiu à vontade. A postura retraída contrastou com os contra-ataques velozes, especialmente quando o Inter exibia certo nervosismo e desperdiçava passes. Em um deles, Cittadini aproveitou a chance, calou o Beira-Rio e mudou todo o panorama do duelo. Nem o gol de Nico serviu para promover uma grande pressão colorada. A maturidade do time de Tiago Nunes vem desde a temporada passada. Sob o comando do treinador e com boa parte do grupo, com destaque para Bruno Guimarães, a equipe paranaense conquista o segundo título de Copa, já que, no ano passado, o clube rubro-negro chegou ao topo na Sul-Americana. A parceria ainda rendeu o troféu do Campeonato Paranaense de 2018 e a Levain Cup deste ano.

24 Jul 2019 - 16:30h

Pesquisa inédita do Instituto Paraná revela que 62% dos brasileiros apoiam a permanência do técnico Tite na Seleção Brasileira. Já 24% afirmaram ser contra, enquanto 13% não souberam ou não quiseram responder. Ainda não se sabe se Tite continuará comandando o time. Ele tem enfrentado uma série de desavenças com o presidente da CBF, Rogério Caboclo. Entre elas a escolha de Juninho Paulista para substituir Edu Gaspar no cargo de coordenador da Seleção.

12 Jul 2019 - 16:30h

Um dos protagonistas do Campeonato Brasileiro até a parada para a realização da Copa América, o árbitro de vídeo causou estranheza nas primeiras nove rodadas da competição. O público que assiste futebol pela TV ou frequenta os estádios por aqui ainda não se acostumou com o tempo que os árbitros levam para rever as decisões com o auxílio do VAR – a demora, inclusive, é algo que se repetiu na Copa América disputada no país. Apesar das críticas e dos problemas – que voltaram a acontecer na noite desta quarta-feira pela Copa do Brasil –, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou um balanço parcial no qual ficam evidentes os benefícios da adoção da tecnologia no futebol nacional. De acordo com a Revista Placar, Leonardo Gaciba, presidente da comissão de arbitragem da CBF, apresentou um relatório sobre a utilização do VAR na Comissão do Esporte da Câmara a pedido de um ex-colega de apito. A audiência pública foi solicitada pelo ex-árbitro e deputado paranaense Evandro Rogério Roman (PSD-PR). É bom deixar claro que os políticos brasileiros não têm qualquer autoridade para alterar as regras do futebol. Roman teve protagonismo em sua carreira de juiz, atuando em jogos da primeira divisão nacional e em disputas internacionais na década passada.

09 Jul 2019 - 08:30h

O repórter Mauro Naves foi demitido da Rede Globo após trabalhar por 31 anos na emissora. O jornalista estava afastado de seu cargo desde junho, quando foi retirado da cobertura da Copa América por ter passado o contato do pai de Neymar – sem comunicar a Globo – aos ex-advogados de Najila Trindade, que acusa o atacante de estupro. As informações sobre sua demissão foram confirmadas pela Assessoria de Comunicação da Rede Globo. “O Grupo Globo e o jornalista Mauro Naves decidiram encerrar consensualmente o contrato de prestação de serviços que mantinham”, diz a nota divulgada para a imprensa. “O Grupo Globo reconhece a imensa contribuição de Mauro Naves ao jornalismo esportivo e a ele agradece os 31 anos de dedicação e colaboração”. Na época do afastamento, a emissora afirmou em nota que havia evidências de que as atitudes de Naves no caso “contrariaram a expectativa da empresa sobre a conduta de seus jornalistas”. De acordo com a Veja, um dos mais experientes repórteres esportivos da Globo, o jornalista esteve nas Copas do Mundo de 1998 (França), 2002 (Coreia e Japão), 2006 (Alemanha), 2010 (África do Sul), 2014 (Brasil) e 2018 (Rússia).

08 Jul 2019 - 10:30h

Daniel Alves já era o maior campeão da história do futebol. E agora é o primeiro a atingir quatro dezenas de taças, quantidade que poucos clubes e seleções no mundo possuem. A Copa América, conquistada neste domingo diante do Peru, no Maracanã, é o 40º título da carreira do lateral, de 36 anos, o primeiro que ele ergue como capitão do Brasil. Aos 36 anos e em sua 19º temporada como profissional, ele foi campeão, em média, mais de duas vezes por ano. De acordo com o Globo Esporte, Daniel Alves está à frente de ninguém menos que Pelé. Mas com uma ressalva. O Rei tem 37 títulos, dos quais 30 são oficiais. No entanto, suas sete taças restantes são por torneios amistosos com grande relevância na época, todos com a camisa da seleção brasileira, que o faz ter 10 conquistas com a camisa do Brasil, somando-se às três Copas do Mundo. O lateral ex-Barcelona e PSG chegou ao seu quarto troféu pela Seleção: duas Copas América (2007 e 2019) e duas Copas das Confederações (2009 e 2013). “O reencontro com o Maracanã é sempre muito especial, aqui é nossa casa. A gente estava determinado que um jogo a gente ia fazer aqui. Tínhamos apanhado muito, tava doendo, sinceramente. A gente precisava dar uma resposta positiva e um passo a frente. Esse passo foi dado. Parabéns a nossa comissão e aos nossos jogadores. A gente só queria construir algo com eles. Poder dar um grande presente pra ele”, disse o lateral, ainda no gramado, após a conquista do título.

07 Jul 2019 - 19:00h

O Brasil é campeão da Copa América pela nona vez. Com muito mais drama do que o esperado, a seleção derrotou o Peru e voltou a conquistar a competição depois de 12 anos. Gabriel Jesus foi o grande nome da final disputada na tarde de hoje no Maracanã, com um gol e uma assistência, e conduziu a vitória por 3 a 1, mesmo sendo expulso no segundo tempo. Everton Cebolinha também teve participação preponderante no duelo com um gol e um pênalti sofrido no final. De acordo com o Uol Esporte, o cartão vermelho do camisa 9 deixou o jogo tenso, com a seleção peruana se lançando ao ataque e levando perigo a Alisson. Mas os gols de Everton, Jesus - esses dois na primeira etapa - e Richarlison deram a paz que Tite e companhia tanto buscavam nesta Copa América. Paolo Guerrero descontou para o Peru, de pênalti, também no primeiro tempo. Ainda que a final tenha ganhado ares dramáticos por alguns minutos, o título coroa uma campanha invicta e dominante do Brasil, capaz de ostentar o melhor ataque, com 12 gols em seis partidas, a melhor defesa, que foi vazada pela primeira vez hoje, e as melhores marcas em dribles, finalizações, passes certos e posse de bola.

02 Jul 2019 - 23:30h

Só Jesus na causa! O camisa 9 da seleção brasileira, enfim, voltou a mostrar toda a personalidade e categoria do início da carreira e decidiu o clássico contra a Argentina na noite de hoje. Graças a um gol e a uma assistência de Gabriel Jesus, o Brasil venceu os rivais por 2 a 0 no Mineirão, em Belo Horizonte, e está de volta a uma final de Copa América depois de três campanhas fracassadas. A última decisão havia sido em 2007, ano também do último título canarinho no torneio. De acordo com o Uol Esporte, o placar foi inaugurado aos 18 minutos do primeiro tempo, em uma linda trama ofensiva protagonizada por Daniel Alves, um dos melhores da noite, com assistência de Roberto Firmino para Gabriel Jesus desencantar na Copa América. Jesus ainda apareceu para decidir na etapa final, com arrancada e passe para Firmino ampliar aos 25 do segundo tempo. No fim, houve tempo para a torcida se deliciar com gritos de olé, mesmo diante de toda a dificuldade encontrada ao longo da partida. A final está marcada para as 17h de domingo, no Maracanã, no Rio de Janeiro. O adversário sai da disputa entre Chile e Peru, que se enfrentam amanhã, às 21h30, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. A decisão do terceiro lugar será no sábado, às 16h, na Arena Corinthians, em São Paulo.

27 Jun 2019 - 23:50h

A seleção brasileira, enfim, se livrou do fantasma paraguaio na Copa América. Depois de ser eliminado da competição pelo adversário nos pênaltis em 2011 e 2015, o Brasil desta vez passou pelo Paraguai nas penalidades com vitória por 4 a 3, após o empate por 0 a 0 na noite de hoje, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. É a primeira vez desde 2007 que a seleção chega à semifinal do torneio - o rival ainda não está definido. De acordo com o Uol Esporte, após um primeiro tempo sem muitas emoções - inclusive com os paraguaios criando a melhor chance, em defesa de Alisson após chute de Derlis González -, o Brasil sobrou na etapa final. Foram muitas finalizações perigosas, com intervenções decisivas do goleiro botafoguense Gatito Fernández, e até uma bola na trave de Willian aos 44 minutos. Nos acréscimos, Everton e Philippe Coutinho só não marcaram porque desvios da defesa salvaram o Paraguai. A tensão e a retranca paraguaia acabaram prevalecendo.