Achei Sudoeste

BUSCA PELA CATEGORIA "Mundo"

12 Jan 2020 - 06:30h

Um garoto de 11 anos matou a tiros sua professora, feriu cinco colegas alunos e mais uma professora antes de cometer suicídio na sexta-feira, 10, em uma escola no estado de Coahuila, no norte do México. “Ele se comportava bem”, disse o governador, Miguel Riquelme, que culpa os videogames pela chacina. De acordo com a Veja, a tragédia aconteceu pela manhã na escola Cervantes, uma instituição de ensino primário da cidade de Torreón, onde o menino estudava. Segundo as investigações conduzidas pelo Ministério Público local, o menor pediu permissão para sair de uma aula e demorou a voltar. Quando a professora foi buscá-lo, ele a alvejou e, depois, feriu as outras seis pessoas. O delegado Maurilio Ochoa disse que dois dos alunos feridos estão em estado grave. Ele também afirmou que o garoto pode ter usado mais de uma arma de fogo. “Estamos investigando, nem o pai do menino sabe como ele teve acesso à arma”, afirmou Ochoa. O governador Riquelme declarou que, “ao que parece, o garoto foi influenciado por um jogo para computador chamado Natural Selection“, do gênero “tiro em primeira pessoa” (FPS, na sigla em inglês). “Até a camisa que ele estava usando tinha na parte inferior o nome do jogo. Foi o que influenciou o menino, lamentavelmente”, acrescentou. Ele se comportava bem, mas disse a alguns de seus colegas de classe que ‘hoje era o dia'”, concluiu. Após tomarem conhecimento da tragédia, vários pais de estudantes foram à escola Cervantes para procurar informações sobre os filhos, em um ambiente de profunda tensão. Em comunicado, a Secretaria de Educação Pública do México (SEP) lamentou o caso e manifestou solidariedade aos familiares das vítimas. Na nota, o ministro Esteban Moctezuma Barragán, da SEP, informou que na próxima reunião geral do Conselho Nacional de Autoridades Educativas (Conaedu) será debatido o tema de prevenção da violência nas escolas mexicanas.

01 Jan 2020 - 10:10h

O Papa Francisco se irritou nesta terça-feira, 31, com uma mulher que o puxou com uma das mãos, enquanto o líder da Igreja Católica saudava fiéis na Praça São Pedro, pouco depois de celebrar a última missa de 2019. A mulher estava atrás das barreiras de segurança montadas para conter o público. No momento em que o papa passou, ela o agarrou e o puxou para perto. Francisco, rapidamente, se desvencilhou e, em seguida, deu um tapa na mão da mulher, em sinal de repreensão. O líder religioso estava visivelmente irritado. Hoje, o papa foi até a Praça de São Pedro para visitar a árvore e o Portal de Belém, instalados durante o período do Natal. De acordo com a Veja, pouco antes, Francisco celebrou a última missa do ano, a das primeiras vésperas da Solenidade de Maria Santíssima Mãe de Deus, que também marcou o agradecimento pelo ano de 2019.

01 Jan 2020 - 08:10h

O WhatsApp disponibilizou diversas atualizações ao longo de 2019 para inserir novas funções no app, como o desbloqueio por digital no Android e o suporte ao Memoji no iPhone (iOS). No entanto, ainda há recursos disponíveis em rivais, como o Telegram, que são aguardados por usuários e podem chegar ao mensageiro em 2020. Além do Modo Escuro, que está em desenvolvimento e deve chegar em breve ao app, a possibilidade de editar mensagens enviadas, organizar figurinhas em categorias ou mesmo esconder o status "online" das conversas são ajustes bastante desejados e aguardados, mas que não têm previsão de lançamento. As informações são da TechTudo.

18 Dez 2019 - 14:30h

Aquela mensagem suspeita no celular, que geralmente alega ser de algum banco que necessita de informações pessoais para resolver alguma pendência urgente, pode estar perto de não preocupar mais ninguém. O Google e a empresa brasileira Zenvia, que desenvolve chatbots e serviços de mensagem, anunciaram que, desde o último final de semana, uma nova ferramenta para o aplicativo Google Messages está operando para verificar textos de SMS, e assim destacar se uma mensagem é autêntica, ou se pode ser de um spam suspeito. Com a nova atualização do app, quando um usuário receber um SMS de um número desconhecido, o aplicativo verifica se veio de uma empresa legítima. Nesse caso, aparecerá o nome e o logotipo, além de um ‘sinal de checagem’. Deve-se levar em conta que, mesmo sem o selo, a empresa pode ser, sim, confiável, cabendo aí checar de forma manual se o número que originou a mensagem é de um canal oficial. “A função é muito similar ao selo azul que famosos recebem nas redes sociais. Nesse caso, livramos o usuário da dúvida sobre a origem da mensagem e das chances de cair em algum golpe que tente coletar informações sigilosas”, afirma a diretora de produtos da Zenvia, Gabriela Vargas. O novo recurso está sendo lançado nos Estados Unidos, na Índia, no México, no Reino Unido, na França, em Filipinas, na Espanha, no Canadá e no Brasil. Outros países devem receber a ferramenta em breve.

06 Dez 2019 - 11:30h

Cinco homens atearam fogo em uma mulher na Índia nesta quinta-feira, 5. A jovem de 23 anos, cujo nome não é revelado, ia prestar depoimento em um caso no qual acusa dois homens — que estão dentre aqueles cinco — de tê-la estuprado. O crime ocorreu na cidade de Unnao, no norte do país, a 500 quilômetros da capital Nova Délhi. A mulher está sendo hospitalizada em uma cidade vizinha, Lucknow, e se encontra em estado crítico, com pelo menos 70% do corpo queimado. Mas o número pode ser de até 90%, segundo a revista indiana India Today. O policial Suvendra Kumar Bhagat afirmou à agência de notícias francesa AFP que todos os cinco homens envolvidos foram detidos e estão sendo questionados. Dentre eles, dois são processados pela vítima por estupro. Os dois homens teriam sido motivados por “vingança”, afirma Bhagat. Segundo relata o jornal britânico The Guardian, a vítima teria sido pedida em casamento por um dos homens, com quem tinha um relacionamento há um ano, e que abusava dela fisicamente e a estuprou com um outro amigo em dezembro de 2018 em Unnao. A Índia tem sido palco de uma série de casos de feminicídio desde o final de novembro. No dia 27 de novembro, o corpo de uma mulher foi encontrado em Hyderabad, no centro sul do país.  A veterinária de 26 anos foi vítima de um estupro coletivo, sendo morta por asfixia, teve o corpo queimado e deixado debaixo de uma ponte. Protestos tomaram as ruas do país por pelo menos três dias seguidos para reforçar a indignação popular ao estupro e assassinato da jovem. Segundo o Guardian, “dias depois” do caso em Hyderabad, uma adolescente também foi vítima de estupro coletivo e, depois, morta e queimada no estado de Bihar, no nordeste da Índia.

26 Nov 2019 - 12:30h

Dois padres foram condenados, nesta segunda-feira, 25, a mais de 40 anos de prisão por agressão sexual grave contra meninos surdos no Instituto de Ensino Próvolo, em Mendoza, um caso que abala a Igreja Católica da Argentina. Após três anos de aparecerem as primeiras denúncias, um tribunal penal condenou o padre argentino Horacio Corbacho a 45 anos de prisão e o italiano Nicola Corradi a 42. Ambos já encontravam-se em prisão preventiva. Segundo a Veja, nos dois casos, se considerou como agravante o fato de eles serem responsáveis pela guarda dos meninos e ministros de culto, e das vítimas serem menores de idade. O jardineiro do centro de ensino, Armando Gómez, também foi condenado, com pena de 18 anos de prisão, por agressão sexual. O julgamento começou em 5 de agosto, a portas fechadas. Nas audiências, avaliou os testemunhos de 13 vítimas, e considerou 25 casos de abusos, registrados entre 2004 e 2016. Foi descoberto que Corradi já havia sido apontado por crimes semelhantes em Verona, na Itália, sem que fosse julgado, e o Papa Francisco sabia que o padre estava administrando a escola na Argentina. Segundo o jornal argentino El Clarín, ao ouvir o veredicto condenatório, os três réus ficaram em silêncio, olhando para baixo. Enquanto isso, os ex-alunos de Próvolo expressaram sua emoção com os braços levantados, balançando as mãos como a balança da Justiça, que em linguagem de sinais significa que a verdade foi alcançada. É a primeira vez em 50 anos de denúncias de estupros, abuso sexual, maus-tratos e corrupção de menores que padres desta ordem religiosa com escritórios em Verona, La Plata e Mendoza são processados. Mendonza ainda tem 14 réus divididos entre dois casos, e outras denúncias de abuso no Próvolo de La Plata (60 km ao sul de Buenos Aires) estão sob investigação. O Instituto Próvolo, em Mendoza, 1.000 km a oeste de Buenos Aires, foi fechado em 2016 após as primeiras denúncias. A instituição tinha como objetivo ensinar crianças com deficiência auditiva ou distúrbios de linguagem.

22 Nov 2019 - 09:30h

Assim como acontece em muitas casas, a pequena Celeste Gravenmeier, 5 anos, estava pulando em cima da cama enquanto escovava os dentes quando caiu. O objeto perfurou a sua garganta. O caso aconteceu em West Valley City, Utah, nos Estados Unidos. Ela foi levada imediatamente ao hospital pelo seu pai e passou por uma cirurgia de emergência que durou duas horas para que o buraco na garganta fosse fechado. Tudo correu bem, mas os médicos afirmam que ela pode enfrentar problemas de fala no futuro e até precisar de outras cirurgias. De acordo com a Revista Crescer, Celeste já está em casa com seus pais e segue uma dieta rigorosa de alimentos macios e líquidos pelas próximas duas semanas. Por aqui, fica o alerta para que todos os objetos perfurantes, como escova de dentes e pirulitos, sejam oferecidos a criança sempre sob a supervisão de um adulto.

18 Nov 2019 - 14:30h

A russa Agina Altynbayeva, de 29 anos, postou um vídeo de seu filho dirigindo a mais de 100 km/h em uma rodovia da região de Tartaristão, na Rússia. A ação, extremamente perigosa, está sendo investigada pela polícia.  Na imagem, o menino aparenta está no controle do carro, enquanto o velocímetro se aproxima dos mais de 100 km/h. Na ocasião, a criança comete duas infrações muito graves, pois além de ter menos de 18 anos, idade que se é permitido dirigir na Rússia, ela ultrapassa o limite de velocidade da rodovia. Ainda, segundo informações do site Daily Mail, o menino havia passado por uma cirurgia ocular nos últimos meses. Ao postar o vídeo nas redes sociais, a mãe recebeu diversas críticas quanto a sua postura. No entanto, ela rebateu os comentários dizendo que tem o direito de viver da forma que quiser e que ninguém poderia julgá-la. “Estou orgulhosa que meu filho pode dirigir com facilidade”, disse a mãe.  Agina já trabalhou em uma agência de publicidade e em uma empresa de aluguel de carro. Ela explica que o filho não tem muito contato com o pai. Para compensar essa falta paterna, ela diz que busca fazer esses programas arriscados com filho. A mãe também está ensinando o menino a atirar. Após o ocorrido, as autoridades policiais iniciaram uma investigação. Os policiais conversarão com a mãe para entender o que aconteceu.

21 Out 2019 - 14:30h

A desnutrição ou sobrepeso são condições que atingem uma a cada três crianças com menos de cinco anos no planeta de acordo com um relatório do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) divulgado nesta semana. O documento adverte para o fato de que crianças com desnutrição ou sobrepeso acabam tendo mais chances de acarretar problemas de saúde durante toda a vida. De acordo com o relatório, pelo menos 227 milhões de crianças dos 676 milhões que habitavam o planeta em 2018 são afetadas por esses problemas alimentares. O texto revela ainda que 340 milhões de crianças sofrem de carências alimentares. A Unicef ainda chamou a atenção para a “tripla carga”, de desnutrição, sobrepeso e carências, que vem sendo acumulada pelos países devido a globalização dos hábitos alimentares, a persistência da pobreza e a mudança climática. O documento da Unicef é o maior sobre o assunto dos últimos 20 anos. Ele ainda identificou que 149 milhões de crianças no mundo têm atraso no crescimento devido à desnutrição crônica, e 50 milhões são magros em relação à sua estatura, devido à desnutrição aguda ou a um problema de absorção de nutrientes. Reportagem da Folha de S. Paulo destaca que paralelamente, o sobrepeso e a obesidade tem apresentado um crescimento veloz, com um total de 40 milhões de crianças pequenas afetadas, inclusive nos países pobres. Enquanto o problema era praticamente inexistente nos países com baixa renda em 1990 (3% deles tinham mais de 10% de crianças com sobrepeso), agora três quartos deles enfrentam a questão.

24 Set 2019 - 13:30h

Em seu primeiro discurso no plenário da Assembleia-Geral das Nações Unidas, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) abriu frentes de ataques severos contra os governos de esquerda no Brasil, a atitude da França diante dos incêndios na Amazônia e até mesmo o cacique caiapó Raoni Metuktire, uma das principais vozes contra as políticas indigenista e ambiental da sua gestão. Sob a alegação de que trazia a “verdade” ao plenário, o brasileiro criticou até mesmo a própria ONU, a quem acusou de “perverter a identidade biológica”, em referência à agenda da organização em favor da diversidade de gênero. “Apresento aos senhores um novo Brasil, que esteve à beira do socialismo”, declarou logo no início de seu discurso de 31 minutos – 11 a mais do que o determinado pela ONU a cada chefe de Estado. “Meu país esteve muito próximo do socialismo, o que nos colocou numa situação de corrupção generalizada, grave recessão econômica, altas taxas de criminalidade e de ataques ininterruptos aos valores familiares e religiosos que formam nossas tradições”, completou, em uma clara apresentação do viés ideológico de seu governo. Em plena situação de fritura de seu ministro da Justiça, em Brasília, Bolsonaro interrompeu seus ataques apenas ao alçar a figura do ex-juiz Sergio Moro, a quem elogiou por seu combate à corrupção. Igualmente valeu-se da presença da indígena Yzany Kalapalo, que trouxe à ONU como parte de sua delegação, para dar credibilidade a sua versão de que a Amazônia não está sendo destruída, de que seu governo combate o incêndio criminoso e de que sua política indigenista segue os anseios dos nativos brasileiros. Bolsonaro não chegou a mencionar a França diretamente, mas referiu-se à nação presidida por Emmanuel Macron como “um país” que adotou uma postura colonialista, seguiu a “mídia sensacionalista” e ousou “sugerir a aplicação de sanções contra o Brasil” no episódio dos incêndios na Amazônia. O presidente brasileiro pediu respeito à soberania nacional e atribuiu a polêmica internacional em torno do desmatamento da Amazônia à “mídia sensacionalista”.

06 Ago 2019 - 08:30h

Cinco brasileiros foram presos no sábado em Cabo Verde, na África, em uma embarcação na qual transportavam mais de duas toneladas de cocaína. A Polícia Judiciária do país, responsável pela apreensão da droga e pelas prisões, contou com a cooperação da Polícia Federal (PF) brasileira na operação. De acordo com informe divulgado pela corporação do arquipélago, o barco em que os cinco homens estava foi batizado de Perpétuo Socorro de Abaeté II. A quantia exata de cocaína transportada era de 2.256,27 quilos, o equivalente a 2,2 toneladas. Segundo o jornal O Globo, também atuaram na operação a Guarda Costeira de Cabo Verde, a Polícia Nacional do país e a Maritime Analysis and Operations Centre – Narcotics (Maoc-N), que tem sede em Lisboa. O Escritório das Nações Unidas contra a Droga e Crime (ONUDC) reconhece que o local integra a rota da cocaína até países da Europa, o que explica o esforço das autoridades cabo-verdianas para coibir o tráfico.

02 Ago 2019 - 03:30h

Você já se imaginou como é ser um milionário? Essa é uma pergunta que se tornou praticamente uma brincadeira recorrente nas rodas de amigos. O que faria com tanto dinheiro? Isso certamente já deve ter passado pela sua cabeça. E é por isso que uma grande parte dos brasileiros adora fazer apostas em loterias que oferecem premiações milionárias. Afinal, enriquecer trabalhando pode levar uma vida toda e exigir um tempo que o impediria de aproveitar plenamente sua fortuna. Casos de sorte sempre atraem a atenção dos entusiastas das loterias. Por isso, o jogador que apostou os números vindos em um biscoito da sorte chamou a atenção de apostadores do mundo todo. Quer saber mais detalhes sobre o caso? Continue conosco!

Uma ajudinha para a sorte

Quando se trata de apostas, principalmente das loterias, os números estão contra você. Na Mega-Sena, por exemplo, com uma aposta mínima você tem apenas uma chance em 50.063.860. Apesar de poucas hipóteses, os prêmios milionários da loteria são atraentes, fazendo com que milhares de jogadores apostem em todas as rodadas.

Porém, é preciso conhecer um pouco da estrutura das loterias, já que além da estatística estar contra você, na maioria dos jogos é preciso acertar todos eles para ganhar o prêmio máximo. Então, é bom contar com uma ajudinha do destino, como a mulher que comprou um bilhete após uma cirurgia e ganhou na loteria em uma dupla jogada de sorte.

Muitos jogadores são supersticiosos e buscam apostar em números que são familiares. Isso vai desde datas importantes até a numeração de placa de carros. Alguns buscam inspiração até mesmo em sonhos para realizar suas apostas.

Além das loterias, muitos jogadores ao redor do mundo também estão fazendo dinheiro em casas de apostas, ou com o confiável cassino 888, que funciona como um cassino tradicional, mas no ambiente online. Apesar das loterias ainda serem bastante populares, outros gêneros de aposta estão se consolidando no mercado virtual recentemente.

O biscoito da sorte

E, foi com muita sorte e um pouquinho de superstição, que o americano Charles Jackson Jr. se tornou o mais novo multimilionário da noite para o dia, apostando nos números que ele encontrou em um biscoito da sorte.

Se você ainda não conhece, saiba que os biscoitos da sorte chineses são famosos por possuírem pequenas mensagens em seu interior. Muito populares nos Estados Unidos, por lá se tornou comum incluir números para a loteria nesses biscoitinhos.

Ao receber um desses de presente de sua neta, Charles decidiu apostar nos números e foi premiado com US$ 344,6 milhões (algo em volta de R$ 1,33 bilhão), pela loteria Powerball, na Carolina do Norte (EUA).

Vale lembrar que não é preciso fazer uma aposta alta para ganhar, já que além de Charles, existem inúmeros outros sortudos, como o britânico que ganhou R$76 milhões com menos de R$ 2. Tudo depende da sua sorte e do prêmio acumulado.

A surpresa e a premiação

Da primeira vez que Charles verificou seu bilhete, ele pensou ter ganho US$ 50 mil (cerca de R$ 192,8 mil), o que, convenhamos, já é uma bela premiação para apostou nos números de um biscoito da sorte chinês.

Porém, quando foi conferir o bilhete com mais atenção, ele notou que havia acertado todos os números. Em entrevista, ele revelou: “Eu falei, nossa, acertei todos eles”.

Varejista aposentado e com 66 anos de idade, ele optou por levar o prêmio para casa de uma só vez, o que, descontando os impostos, lhe rendeu uma bolada de US$ 223 milhões (por volta de 860 milhões).

Segundo a agência de notícias Associated Press, o sortudo já tem uma idéia do que fazer com o dinheiro. Ele pretende doar uma parte da fortuna para instituições de caridade e dar U$ 1 milhão para seu irmão, tudo para cumprir um acordo que eles fizeram.

Na mesma entrevista, Charles se mostrou humilde, prometendo que tanto dinheiro não vai mudar quem ele é. Com bom humor, ele disse: “Vou continuar usando calça jeans. Talvez uma mais nova”.

E você, o que faria se ganhasse uma fortuna?

CONTINUE LENDO

02 Jul 2019 - 08:30h

Em seis anos de pontificado, papa Francisco já canonizou 892 santos. E a esta cifra podem ser somados outros cinco anunciados, entre os quais a brasileira irmã Dulce Pontes (1914-1992), cuja cerimônia de canonização, confirmada nesta segunda-feira (1º), será dia 13 de outubro. O número é um recorde. Antes de Francisco, o maior canonizador da Igreja havia sido João Paulo 2° (1920-2005), que em 26 anos de pontificado fez 482 santos. O terceiro do ranking é Leão 13 (1810-1903), com 148 santos em 25 anos. O levantamento foi feito pela reportagem da BBC News Brasil a partir do cruzamento de informações disponibilizadas pela Congregação das Causas dos Santos, órgão do Vaticano responsável pelos processos de reconhecimento, com dados de pesquisa do teólogo e filósofo Fernando Altemeyer Júnior, chefe do Departamento de Ciência da Religião da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). “O pontificado de Francisco é um grande florescer do trabalho semeado por João Paulo 2° e arado por Bento 16”, comenta padre Roberto Lopes, delegado Arquiepiscopal da Causa dos Santos do Rio de Janeiro. “Francisco é uma primavera para futuros santos e santas, mostrando ao mundo o rosto da santidade fecunda do cristianismo”.

26 Jun 2019 - 09:30h

Em relatório divulgado nesta terça-feira (25), a ONU recomendou medidas para diminuir as desigualdades de gênero que afetam as mulheres dentro da família. O documento “O Progresso das Mulheres no Mundo 2019-2020: Famílias em um mundo em mudança” identifica 8 ações para avançar os direitos femininos em diversos âmbitos. “A família é um fator que faz a diferença para meninas e mulheres. Nenhuma instituição tem mais significância para nós do que a família — é o lugar para onde vamos para sermos nutridas e recebermos apoio”, afirmou Phumzile Mlambo-Ngcuka, diretora executiva da ONU Mulheres, durante a cerimônia de lançamento do relatório.

20 Jun 2019 - 14:30h

Em 2018, quase 71 milhões de pessoas em todo o mundo foram forçadas a deixar seus lares, abandonando as cidades e até mesmo os países em que viviam para escapar das consequências de guerras, perseguições ou conflitos violentos. A estimativa é do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), agência da ONU. O relatório mostra que, em média, a cada dia do ano passado, 37 mil pessoas migraram, fugindo da violência e da intolerância. Produzido anualmente pelo Acnur, a nova edição do relatório anual Tendências Globais aponta que, no ano passado, 70,8 milhões de pessoas tiveram que se deslocar, nacional ou internacionalmente, por força de perseguições, conflitos ou violência. Em números absolutos, é o maior volume de deslocamentos forçados em quase 70 anos de existência da agência. São 2,3 milhões de indivíduos a mais que o registrado em 2017, quando, segundo o Acnur, cerca de 68,5 milhões de pessoas fugiram de diferentes tipos de conflitos. Em 2016, já havia contabilizado cerca de 65,6 milhões de vítimas dos deslocamentos forçados. O novo relatório foi divulgado hoje (19), véspera do Dia Mundial do Refugiado.

17 Jun 2019 - 15:30h

Um brasileiro nascido em Teófilo Otoni, em Minas Gerais, foi eleito prefeito de uma cidade de 250 habitantes no norte da Itália, de acordo com a agência Ansa. De acordo com o G1, ele foi adotado aos dois meses por uma família italiana e, até os anos 2000, era o único brasileiro da cidade. Borgna esteve no Brasil pela última vez em 2014. Antes de ser eleito prefeito, ele foi conselheiro e assessor público. Ele formou-se em enologia e trabalha como técnico agrícola, de acordo com a Ansa. 

23 Mai 2019 - 09:30h

O nascimento de um filho muda a vida da família de uma hora para outra. Você percebe que não está mais sozinho e que tem alguém que vai depender de você para tudo nos primeiros meses de vida. Ou seja, que não vai poder sair de perto daquele recém-nascido por muitos minutos. Mas, quando será que esta ficha cai? Para um casal de Hamburg, na Alemanha, os dias na maternidade não foram suficientes para que essa ficha caísse. De acordo com a Revista Crescer, eles esqueceram o filho recém-nascida no carro do táxi, após deixar a maternidade e levar o bebê a primeira vez para casa. O fato foi compartilhado nas redes sociais da polícia de Hamburg, na Alemanha. No post feito pelo órgão eles disseram que: “Depois de alguns dias no hospital, a hora mais emocionante deve ser ir a primeira vez para casa. Juntos, a família que estava no hospital pegou um táxi e dirigia-se para casa. Chegando lá, desceram do carro, despediram-se do taxista e entraram em casa. Minutos depois, eles levaram um susto ao perceberam que o bebê havia ficado no táxi”. Segundo a polícia, a tentativa dos pais de correr atrás do táxi não foi bem-sucedida. E, como o bebê estava em profundo sono, o taxista não notou que a criança permanecia no automóvel, e continuou dirigindo. Ele, inclusive parou para almoçar e deixou o pequeno sozinho no veículo, em um estacionamento subterrâneo. Por sorte, o motorista parou em um local coberto, de modo que o carro não ficou aquecido, o que poderia ter causado a morte da criança. Depois do almoço, que foi rápido, o taxista retornou para o veículo e foi somente quando parou para pegar mais um passageiro que percebeu a presença do bebê. Na verdade, foi o passageiro quem o alertou. “O passageiro ficou confuso ao ver um recém-nascido no banco de trás e avisou o taxista. Foi então que o pequeno acordou e começou a chorar. O taxista ligou para a polícia imediatamente”, relatou um representante da polícia de Hamburgo, em nota para a imprensa, publicada nas redes sociais. Apesar do susto, o recém-nascido está bem e foi devolvido aos seus pais pouco após o taxista ter chamado a polícia.

22 Mai 2019 - 10:30h

Robert F. Smith, o negro mais rico dos Estados Unidos, fez o anúncio recente de que irá pagar as dívidas estudantis de todos os estudantes da Morehouse College, em Atlanta. O valor estimado a ser doado ultrapassa os R$ 140 milhões. Smith anunciou a doação na frente de todos os estudantes — em sua maioria negros — durante a formatura da turma. O bilionário era o convidado de honra da cerimônia. O ato foi celebrado por importantes personalidades e ativistas da igualdade entre negros e brancos, como o diretor de cinema Spike Lee, em seu Instagram, e a filha de Martin Luther King Jr., Bernice. O bilionário começou sua carreira como engenheiro químico da Goodyear e frequentou a escola de negócios da Universidade Columbia. Mais tarde, ele criaria o Vista Equity Partners, empresa que cria aportes para companhias de software. O negócio é o responsável pela fortuna de R$ 20,5 bilhões de Smith, segundo estima a Forbes. O empresário diz acreditar no ensino como base para o crescimento da sociedade e ascensão de famílias pobres. Além da doação aos estudantes, Smith já investiu R$ 20 milhões no Museu Nacional de História Afro-Americana e Cultura dos Estados Unidos.

14 Mai 2019 - 16:30h

O aplicativo de mensagem instantânea WhatsApp, de propriedade do Facebook, informou na segunda-feira (13) que detectou uma vulnerabilidade em seu sistema que permitiria que hackers instalassem de maneira remota um tipo de “spyware”, um software espião, para ter acesso a dados do aparelho, em alguns telefones. A empresa confirmou em comunicado à imprensa a informação publicada horas antes pelo “Financial Times” e pediu a todos os 1,5 bilhão de usuários em todo o mundo que “atualizem o aplicativo para sua versão mais recente” e também mantenham seu sistema operacional atualizado “a fim de proteger contra possíveis ataques destinados a comprometer as informações armazenadas em dispositivos móveis”.

02 Mai 2019 - 17:30h

A Índia ordenou que 800.000 pessoas ao longo da costa leste deixem suas casas nesta quinta-feira 2 em decorrência da aproximação de um ciclone que, segundo previsões de meteorologistas, deve atingir o país em 24 horas. Tempestades fortes decorrentes do ciclone Fani já agridem a região oeste da Baía de Bengala, informou o Serviço Meteorológico da Índia. A costa sul do estado de Orissa também deve ser atingida por fortes chuvas nesta quinta, de acordo com um boletim meteorológico. De acordo com a Vejam o serviço estatal de meteorologia também previu ventos de cerca de 200 km/h. O rastreador de ciclones Tropical Storm Risk avaliou as tempestades do Fani como de categoria 3. Cerca de 800.000 pessoas devem ser transferidas de áreas mais baixas de 14 distritos em Orissa para abrigos, escolas seguras e prédios universitários, informou um comunicado do governo. Só em Puri, 100.000 pessoas terão que deixar suas casas nas próximas horas. Acredita-se que a cidade será a mais atingida pelo ciclone Fani. Puri abriga o Templo Jagannath, de 858 anos, e as autoridades locais estão preocupadas com o impacto da tempestade em suas estruturas. “Estamos maximizando esforços em todos os níveis para a retirada pelo tempo necessário”, disse o comissário especial para ajuda humanitária da região, Bishnupada Sethi. Turistas também foram advertidos a deixar cidades costeiras em Bengala Ocidental e Orissa.