Achei Sudoeste

BUSCA PELA CATEGORIA "Saúde"

24 Jul 2019 - 17:30h

Muitas mulheres recorrem ao implante mamário quando não estão totalmente satisfeitas com o tamanho dos seios. No entanto, especialistas alertam que algumas pacientes têm retornado ao consultório alegando estar sofrendo com a doença do implante mamário (BII, na sigla em inglês), condição que apresenta sintomas como dor no peito, cansaço, calafrios, perda de cabelo, dor crônica, fotossensibilidade e distúrbios do sono. Em cerca de 50% dos casos, a melhora – temporária ou permanente – acontece somente após a remoção da prótese de silicone. Por causa disso, Associação Britânica de Cirurgiões Plásticos Estéticos (BAAPS, na sigla em inglês) recomenda que as mulheres que procuram esse tipo de intervenção cirúrgica sejam informadas sobre a possibilidade de sofrer com o problema. “A doença do implante mamário não é algo que costumávamos sempre falar – mas as associações de cirurgia plástica começam a aconselhar isso. Acho que é uma coisa boa para que as pacientes tomem decisões mais informadas”, alertou Naveen Cavale, da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica (ISAPS, na sigla em inglês), à BBC. Apesar disso, ainda não há evidências científicas suficientes que comprovem a correlação entre os sintomas descritos pelas pacientes e os implantes mamários. Além disso, especialistas indicam que pela falta de evidências, a doença ainda não faz parte de um diagnóstico médico. Devido a isso, cirurgiões pedem que sejam realizados mais estudos para elucidar a questão.

24 Jul 2019 - 09:30h

A autorização para a aplicação do reajuste máximo de 7,35% para os planos de saúde individuais e familiares foi divulgada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) — terá vigência de 1º de maio de 2019 a 30 de abril de 2020. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (24). No ano passado, a correção autorizada foi de até 10%. O percentual é o menor dos últimos nove anos, quando a ANS aplicou aumento de 6,73%, em 2010. No ano passado, a correção autorizada foi de até 10%. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), calculado pelo IBGE, encerrou o ano passado com alta de 3,78%. A variação dos custos médico-hospitalares, chamada de inflação médica, chegou a 16,9% no ano passado, de acordo com o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS). No acumulado de janeiro a abril deste ano, os planos de saúde subiram em média 3,22%, segundo o índice IPCA-15 do IBGE (que é considerado uma prévia da inflação oficial), ao passo que o índice geral de preços teve alta de 1,92%.

23 Jul 2019 - 15:30h

Sempre buscando o aprimoramento em seus serviços a Clínica Mais Vida passa a oferecer o Teste da Linguinha, que será realizado pela fonoaudióloga Marcela Cássia, que dentro de sua especialidade vem efetivando um trabalho de excelência. O teste é importante para diagnosticar alterações no frênulo lingual em recém-nascidos e pode interferir diretamente na qualidade da amamentação do bebê e, mais tarde no desenvolvimento da fala, mastigação, deglutição e higiene oral. Para realizar o Teste da Linguinha é necessário que se busque um profissional qualificado, sendo o fonoaudiólogo o mais apropriado, pois se o frênulo estiver alterado a identificação será fácil, mas existem outros casos que só um profissional da área poderá identificar e realizar o tratamento correto. Faça o Teste da Linguinha em seu bebê para que tenha um desenvolvimento saudável. Agende sua consulta. A prevenção é a melhor forma de cuidar da sua saúde! Para maiores informações, ligue: (77) 3441-4545 / (77) 99951-4755 / (77) 99180-9496 / (77) 3441-4500 / (77) 99989-6868.

23 Jul 2019 - 11:30h

O número de pacientes notificados com o diagnóstico de hepatites virais no Brasil registrou uma redução de 7% entre 2008 e 2018, com base em dados do Boletim Epidemiológico de Hepatites Virais 2019, divulgado nesta segunda-feira (22) pelo Ministério da Saúde. Enquanto em m 2008 foram registrados 45.410 casos, no ano passado esse número foi de 42.383 casos. Segundo reportagem da Agência Brasil, o levantamento ainda indica uma queda de 9% no total de mortes causadas pela doença no país. O número passou de 2.362 óbitos em 2007 para 2.156 em 2017. A hepatite é uma doença que culmina na inflamação do fígado. Ela pode ser causada por vírus ou pelo uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, assim como por doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. O Ministério da Saúde destaca o perigo, principalmente por serem doenças silenciosas, que nem sempre apresentam sintomas, mas quando estes aparecem, podem ser cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras. No Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. Existem, ainda, os vírus D e E, esse último mais frequente na África e na Ásia.

22 Jul 2019 - 09:30h

A cidade de Brumado receberá nos próximos dias o Laboratório Exame, especializado em Análises Clínicas. No município, a unidade terá como bioquímico o experiente e competente Leonardo Borborema Neto. O objetivo é oferecer um atendimento humanizado e personalizado, proporcionando maior satisfação aos clientes e colaboradores. O laboratório irá dispôr de equipamentos de alta tecnologia para realização de exames de qualidade, com resultados confiáveis e seguros para um diagnóstico preciso e rápido a serviço da vida da população de Brumado e região. A missão é realizar exames laboratoriais com excelência e qualidade, atender com humanização, sustentabilidade e responsabilidade social, com uma visão de ser reconhecido como um laboratório de referência e manter a credibilidade junto à sociedade. O valor será em total compromisso com a vida; confiabilidade; melhoria contínua; ética e humanização. Em breve, maiores informações sobre a unidade do Laboratório Exame, em Brumado.

22 Jul 2019 - 07:30h

Em Brumado, o Neo Odonto - Núcleo de Estética Oral trabalha com serviços de prótese dentária, limpeza, tratamento de canal, extração, clareamento dental, aparelho dental, lentes de contato e restauração. Faça a sua avaliação e tenha um sorriso lindo e saudável. O consultório fica localizado na Rua Coronel Paulino Chaves, 499, no centro. O Neo Odonto conta com uma equipe especializada e pronta para fazer o seu diagnóstico e indicar o tratamento necessário. Para maiores informações, ligue: (77) 3441-9262 / (77) 99702-3049 (WhatsApp).

21 Jul 2019 - 14:00h

Com o objetivo de facilitar a marcação de consultas, a Clínica Mais Vida criou um quadro com as datas de atendimento dos especialistas e procedimentos. A clínica funciona de segunda a sábado. Confira o quadro acima e marque a sua consulta através dos telefones (77) 3441-4545 / (77) 99951-4755 / (77) 99180-9496 / (77) 3441-4500 / (77) 99989-6868. A nossa matriz está localizada na Avenida Otávio Mangabeira, 265, e nossa filial na Rua Coronel Paulino Chaves, 160.

21 Jul 2019 - 06:05h

Cientistas dos Estados Unidos estão otimistas quanto a futuros testes da vacina contra o vírus HIV em humanos. O otimismo se dá por conta dos resultados positivos alcançados em testes feitos com macacos. No estudo publicado nesta quarta-feira (17) em um veículo especializado, a revista “Science Translational Medicine”, os pesquisadores afirmaram que conseguiram eliminar a presença do SIV (imunodeficiência Símia) nos primatas, uma versão do vírus HIV que infecta apenas estes animais. Em nota, a equipe responsável pela descobertaafirmou que o resultado do experimento com a vacina atenuada é a “chave” para o teste em humanos. O texto ainda destaca que a equipe usou uma variação geneticamente modificada do vírus da herpes como vetor para a imunização dos animais. A vacina, segundo reportagem do Bem Estar, é feita a partir de uma forma comum do vírus da herpes, o citomegalovírus (CMV) modificado geneticamente para servir de vetor, empacotando o vírus enfraquecido da SIV. Os estudos registraram que 59% das cobaias foram imunizadas com sucesso pela vacina.

18 Jul 2019 - 15:30h

Com a progressão da demência de Alzheimer, o paciente pode passar a ficar confuso, por vezes ficando agitado ou agressivo. Algumas medidas podem ajudar a evitar isso: Faça atividades que ele goste ou que ainda possa ajudar; Permita mais tempo para atividades - o paciente pode ainda conseguir realizar as tarefas, mas de forma mais demorada; Mantenha uma rotina e evite locais novos ou lotados; Use palavras simples, frases curtas e uma voz calma (mas não use "conversa de bebê"). Quando você der instruções, dê apenas uma direção de cada vez; Não lhe dê muitas opções. Por exemplo, ofereça apenas duas opções para o almoço; Compre roupas e sapatos fáceis de colocar e tirar; Lembre-se de que não ajuda argumentar (“bater de frente”). Tente mudar de assunto; O acompanhamento com o Geriatra pode ajudar a evitar essas e outras complicações da doença! Agende sua consulta. A prevenção é a melhor forma de cuidar da sua saúde! Para maiores informações, ligue: (77) 3441-4545 / (77) 99951-4755 / (77) 99180-9496 / (77) 3441-4500 / (77) 99989-6868.

18 Jul 2019 - 09:30h

A cidade de Brumado receberá nos próximos dias o Laboratório Exame, especializado em Análises Clínicas. No município, a unidade terá como bioquímico o experiente e competente Leonardo Borborema Neto. O objetivo é oferecer um atendimento humanizado e personalizado, proporcionando maior satisfação aos clientes e colaboradores. O laboratório irá dispôr de equipamentos de alta tecnologia para realização de exames de qualidade, com resultados confiáveis e seguros para um diagnóstico preciso e rápido a serviço da vida da população de Brumado e região. A missão é realizar exames laboratoriais com excelência e qualidade, atender com humanização, sustentabilidade e responsabilidade social, com uma visão de ser reconhecido como um laboratório de referência e manter a credibilidade junto à sociedade. O valor será em total compromisso com a vida; confiabilidade; melhoria contínua; ética e humanização. Em breve, maiores informações sobre a unidade do Laboratório Exame, em Brumado.

18 Jul 2019 - 07:30h

O Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Brumado (Sindsemb) firmou uma parceria com o Neo Odonto - Núcleo de Estética Oral para melhor atendimento dos associados. Através da parceria, os servidores terão desconto nas consultas e tratamentos realizados na clínica odontológica, referência na cidade e região. O consultório conta com equipamentos modernos e ambiente confortável, além de profissionais de diversas áreas para atender os pacientes com restaurações, prótese, implantes dentários, tratamento de canal, limpeza, cirurgia, aparelho dental, lentes de contato e clareamento dental. O consultório está localizado na Rua Coronel Paulino Chaves, 499, no centro de Brumado. Os telefones são: (77) 3441-9262 / (77) 99702-3049 (WhatsApp).

17 Jul 2019 - 11:30h

O número de mortes relacionadas ao vírus da aids diminuiu em 33% nos últimos oito anos, indica relatório divulgado nesta terça-feira, 16, pela Organização das Nações Unidas (ONU). No ano passado, houve 770.000 mortes relacionadas à doença; em 2010, foram 1,2 milhão. Apesar da queda global, alguns países, incluindo o Brasil, têm registrado aumento de novos casos de infecção por HIV devido à estagnação dos esforços mundiais para erradicar a doença — que ocorre por causa da redução do financiamento. “Pela primeira vez desde 2000 os recursos disponíveis para a luta global contra a aids caíram”, alertou Gunilla Carlsson, diretora interina da UNaids. De acordo com o relatório, em 2018, 19 bilhões de dólares foram destinados a programas de luta contra a doença — 1 bilhão a menos que em 2017 e 7 bilhões a menos que o valor considerado necessário para para 2020 (26,2 bilhões de dólares). A ONU ainda alertou para o fato de que, apesar de existir medicamentos de prevenção do HIV— a profilaxia pré-exposição (PrEP) —, grande parte da população de risco (gays, transexuais e profissionais do sexo) não tem acesso a eles. O relatório indica que cerca de 300.000 pessoas usaram a PrEP em 2018 — quase metade delas estava apenas no Estados Unidos, segundo a rede americana CBS. Ou seja, a distribuição do remédio não é igualitária no restante do mundo. “As populações-chave ainda estão sendo marginalizadas e deixadas para trás na resposta ao HIV”, destacou o relatório.

16 Jul 2019 - 14:30h

O tumor ósseo maligno é um tipo de câncer que acomete qualquer osso do corpo. Frequentemente afeta os ossos longos dos braços e coxas, coluna e bacia. Pode ser dividido em tumor ósseo primário, que é quando o câncer se desenvolve diretamente no osso previamente normal, e tumor ósseo secundário, quando se origina em qualquer outro órgão e se dissemina para os ossos. Os tumores ósseos, em geral, raramente causam a morte. Mas, eles ainda podem ser perigosos e requerem tratamento. Alguns tipos são benignos, o que significa que não são cancerígenos e outros malignos. Mesmo os tumores benignos podem crescer e comprometer a estrutura do osso. Os tumores malignos, cancerígenos, podem se espalhar pelo corpo. Os sintomas mais comuns de câncer nos ossos incluem: Dor nos ossos: normalmente no início, a dor não é constante porém pode ser muito intensa à noite ou quando se mexe as pernas, como para caminhar; Inchaço das articulações: pode surgir um nódulo nas articulações, aumentando a dor e o desconforto principalmente nos joelhos e cotovelos; Ossos que quebram facilmente: a fraturas dos ossos pode ocorrer porque ele está mais frágil, sendo mais comum fraturas do fémur ou da coluna. Além destes sinais de câncer, o tumor pode levar a perda de peso sem razão aparente, cansaço intenso e febre constante. No caso do câncer se espalhar para outros órgãos, como pulmão por exemplo, pode causar outros sintomas mais específicos, como dificuldade a respirar. Os tipos mais frequentes desse tumor são: Osteossarcoma é o tumor ósseo maligno primário mais frequente na faixa etária das crianças e adolescentes. Acomete principalmente os ossos dos joelhos, ombros e quadris; Tumor de Ewing acomete principalmente crianças, adolescentes e adultos jovens. Os ossos mais frequentemente acometidos são os das coxas, braços, pernas e bacia;Condrossarcoma acomete principalmente os adultos. É um tumor maligno formador de cartilagem. Acomete principalmente os ossos das coxas, braços e bacia; Portanto, ao apresentar qualquer sintoma procure logo um especialista. Prevenir é o melhor remédio. Agende sua consulta. A prevenção é a melhor forma de cuidar da sua saúde! Para maiores informações, ligue: (77) 3441-4545 / (77) 99951-4755 / (77) 99180-9496 / (77) 3441-4500 / (77) 99989-6868.

15 Jul 2019 - 11:30h

O Câncer de Boca, tecnicamente chamado de Câncer de Cavidade Oral, é o câncer que afeta lábios e o interior desta cavidade (compreendendo gengiva, assoalho, língua, palato duro) até a transição palato duro / palato mole e o V lingual. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), corresponde ao 5º câncer mais comum em homens (5,2%, com 11.200 novos casos neste ano) e a 1,7% dos cânceres em mulheres. Os principais sinais que devem ser observados como alerta são: Lesões na cavidade oral ou nos lábios que não cicatrizam por mais de 15 dias; Manchas/placas vermelhas ou esbranquiçadas em língua, gengivas, palato (céu da boca), mucosa jugal (bochecha); Nódulos no pescoço (as famosas “ínguas”; Dificuldades para deglutir. Os principais fatores de risco são: Tabagismo: A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que cerca de 90% dos pacientes diagnosticados com câncer de boca são ou foram tabagistas; Etilismo: O consumo regular de bebidas alcoólicas potencializa o efeito do cigarro; Radiação solar: A exposição ao sol sem proteção aumenta o risco para lesões de lábio, principalmente o lábio inferior; Próteses dentárias mal adaptadas: Feridas crônicas decorrentes da má adaptação podem induzir câncer oral. O diagnóstico precoce eleva muito as chances de cura para este câncer, onde comumente o tratamento é cirúrgico. Caso apresente alguma lesão suspeita na boca, procure seu médico otorrinolaringologista Dr. Anderson Abreu, que estará em atendimento nos dias 15 e 29 de julho. A prevenção é a melhor forma de cuidar da sua saúde! Para maiores informações, ligue: (77) 3441-4545 / (77) 99951-4755 / (77) 99180-9496 / (77) 3441-4500 / (77) 99989-6868.

15 Jul 2019 - 08:30h

A cidade de Brumado receberá nos próximos dias o Laboratório Exame, especializado em Análises Clínicas. No município, a unidade terá como bioquímico o experiente e competente Leonardo Borborema Neto. O objetivo é oferecer um atendimento humanizado e personalizado, proporcionando maior satisfação aos clientes e colaboradores. O laboratório irá dispôr de equipamentos de alta tecnologia para realização de exames de qualidade, com resultados confiáveis e seguros para um diagnóstico preciso e rápido a serviço da vida da população de Brumado e região. A missão é realizar exames laboratoriais com excelência e qualidade, atender com humanização, sustentabilidade e responsabilidade social, com uma visão de ser reconhecido como um laboratório de referência e manter a credibilidade junto à sociedade. O valor será em total compromisso com a vida; confiabilidade; melhoria contínua; ética e humanização. Em breve, maiores informações sobre a unidade do Laboratório Exame, em Brumado.

15 Jul 2019 - 07:30h

Em Brumado, o Neo Odonto - Núcleo de Estética Oral trabalha com serviços de prótese dentária, limpeza, tratamento de canal, extração, clareamento dental, aparelho dental, lentes de contato e restauração. Faça a sua avaliação e tenha um sorriso lindo e saudável. O consultório fica localizado na Rua Coronel Paulino Chaves, 499, no centro. O Neo Odonto conta com uma equipe especializada e pronta para fazer o seu diagnóstico e indicar o tratamento necessário. Para maiores informações, ligue: (77) 3441-9262 / (77) 99702-3049 (WhatsApp).

14 Jul 2019 - 16:00h

Com o objetivo de facilitar a marcação de consultas, a Clínica Mais Vida criou um quadro com as datas de atendimento dos especialistas e procedimentos. A clínica funciona de segunda a sábado. Confira o quadro acima e marque a sua consulta através dos telefones (77) 3441-4545 / (77) 99951-4755 / (77) 99180-9496 / (77) 3441-4500 / (77) 99989-6868. A nossa matriz está localizada na Avenida Otávio Mangabeira, 265, e nossa filial na Rua Coronel Paulino Chaves, 160.

13 Jul 2019 - 09:40h

O acidente vascular cerebral (AVC) é a doença que mais mata a população brasileira, além de ser a principal causa de incapacidade no mundo, segundo a Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares (SBDCV). Nesse cenário, é fundamental desenvolver métodos de tratamento capazes de evitar não apenas a morte, mas o risco de sequelas que condenam muitos pacientes à dependência locomotiva e financeira. Também é importante garantir que esses tratamentos sejam disponibilizados para toda a população. De acordo com a Veja, existem dois tipos de AVC, o isquêmico e o hemorrágico. O primeiro, caracterizado pelo entupimento dos vasos que transportam sangue para o cérebro, é responsável por 85% dos casos da doença. As opções de tratamento são: trombectomia mecânica, também conhecida como cateterismo cerebral, ou alteplase intravenosa. A trombectomia mecânica é realizada por meio da inserção de um cateter (um tipo de tubo) dentro de um vaso sanguíneo. Para o AVC, o cateter é inserido em uma artéria da virilha e, por meio de equipamentos de raio-X, os médicos conduzem o tubo até o cérebro, retirando o coágulo mecanicamente. Já a alteplase (TPA, na sigla em inglês) é um medicamento aplicado de forma intravenosa. Uma vez dentro da corrente sanguínea, a substância chega até cérebro e dissolve o coágulo. O cateterismo cerebral é considerado um dos tratamentos mais eficazes contra o AVC, porém no Brasil só é realizado na rede privada, de forma limitada. Um dos empecilhos para seu oferecimento no Sistema Único de Saúde (SUS) é a complexidade e o alto custo. Uma equipe de pesquisadores brasileiros decidiu investigar o desfecho do oferecimento do procedimento no sistema público. A avaliação de desempenho nas instituições públicas mostrou que a implementação do cateterismo cerebral no SUS é perfeitamente viável. Esses resultados são importantes, pois podem significar maior acesso ao melhor tratamento pela população.

12 Jul 2019 - 14:30h

Entre 2015 e 2016, o Brasil passou por uma epidemia de zika. Algumas gestantes infectadas pelo vírus deram à luz crianças com microcefalia – condição neurológica em que a cabeça do bebê é muito menor por causa do desenvolvimento anormal do cérebro. Outras gestantes tiveram zika, mas as crianças não pareciam ter sido afetadas pela microcefalia. Apesar disso, novo estudo indica que 31,5% dessas crianças consideradas “normais” podem apresentar problemas de desenvolvimento cerebral tardios que aparecem a partir dos 7 meses de idade – em alguns casos, esses sinais podem aparecer só aos 2 anos e meio. Além disso, segundo os pesquisadores, um número considerável de bebês começou a apresentar sintomas de autismo. “Os médicos simplesmente olhavam para essas crianças quando nasciam e achavam que, por não ter microcefalia e parecerem normais, elas estavam bem. Mas, na verdade, há repercussões para o desenvolvimento do cérebro”, explicou Karin Nielsen-Saines, principal autora do estudo, ao The Washington Post. Maria Elisabeth Moreira, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que também participou do estudo, esclarece que alguns sintomas têm maior prevalência. “O problema mais comum foi atraso no desenvolvimento da linguagem, mas observamos também atrasos motores e cognitivos”, disse a pediatra. Por causa disso, os pesquisadores ressaltam a importância de manter o acompanhamento constante de qualquer criança cuja mãe tenha sido infectada pelo vírus durante a gestação. A pesquisa ainda revelou que alguns bebês que nasceram com microcefalia tiveram uma melhora nos sintomas, que incluem problemas oculares, auditivos, musculares e nas articulações. Alguns dos progressos estão relacionados a intervenções cirúrgicas e terapia de estimulação, que devem ser realizadas desde os primeiros meses de vida. Apenas um caso pareceu ter se resolvido naturalmente: depois de completar um ano, o bebê tinha a cabeça de tamanho normal e não apresentava problemas de desenvolvimento.

12 Jul 2019 - 11:30h

Para aqueles que gostam de tomar suco durante as refeições, aqui vai uma má notícia: beber suco de fruta diariamente, incluindo o 100% natural, pode elevar o risco de câncer, segundo estudo publicado nesta quinta-feira no British Medical Journal. A pesquisa indica que apenas 100 mililitros (ml) por dia de suco, natural ou industrializado, está associado a um aumento de 12% na propensão ao desenvolvimento de câncer em geral. O risco é ainda maior para o câncer de mama: 15%. Já para quem costuma optar por bebidas gasosas, como refrigerantes, o risco sobe para 18% e 22%, respectivamente. De acordo com os pesquisadores, o açúcar é o principal vilão contido nas bebidas. “O alto consumo de bebidas açucaradas é um fator de risco para obesidade e ganho de peso. E a obesidade é, em si, um fator de risco para o câncer”, explicou Mathilde Touvier, principal autora do estudo, à CNN. A equipe ressaltou, no entanto, que mesmo pessoas com Índice de Massa Corporal (IMC) normal apresentam riscos semelhantes para câncer em decorrência de sucos de frutas artificiais ou naturais, e refrigerantes. Isso acontece porque essas bebidas promovem o acúmulo de gordura corporal ao redor do abdômen – mesmo para quem consegue se manter dentro do peso adequado. Estudos anteriores descobriram que a gordura corporal está relacionada ao crescimento de tumores. A pesquisa revelou ainda que essa associação não foi encontrada em indivíduos que ingeriam versões diet. Isso reforça o fato de que o açúcar pode realmente ser o desencadeador do resultado. Ainda assim, os cientistas destacaram que esse achado deve ser interpretado com cautela, já que o consumo de bebidas dietéticas entre os participantes foi baixo. Os pesquisadores salientaram também que o estudo não foi capaz de indicar uma relação direta que explique por que bebidas açucaradas podem causar câncer. Ou seja, serão necessárias mais investigações. Por enquanto, a recomendação é não ingerir mais do que um copo de suco por dia e evitar bebidas industrializadas. “A mensagem da totalidade das evidências sobre o consumo excessivo de açúcar e vários resultados de saúde é clara: reduzir a quantidade de açúcar em nossa dieta é extremamente importante”, disse Amelia Lake, da Teesside University, na Inglaterra.