Achei Sudoeste

BUSCA PELA CATEGORIA "Educação"

08 Fev 2019 - 12:30h

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) abriu nesta quinta-feira (7) as inscrições para candidatos que desejam pegar empréstimos para pagar a mensalidade de cursos de graduação em universidades privadas que estejam cadastradas no programa do governo federal. O prazo para inscrição vai até 14 de fevereiro. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), serão oferecidos 100 mil contratos que podem ter o limite máximo de financiamento de R$ 42.983,70 por semestre. O resultado da seleção sai no dia 25. Assim como nas edições anteriores, as inscrições para o Fies do primeiro semestre de 2019 serão feitas pela internet no endereço http://fiesselecao.mec.gov.br. Na página, o candidato poderá definir a preferência de curso, turno e instituição de ensino e, depois, indicar até três outras possibilidades de graduação para a qual deseja financiamento. Desde 2018, o fundo tem duas modalidades: o Fies, destinado a alunos com renda familiar per capita de até três salários mínimos por mês, com juro igual a zero, e com limite de cem mil vagas por ano; e o P-Fies, para alunos com renda que vai de três a cinco salários mínimos, com juros que variam de acordo com os bancos, e sem limite de vagas. Nos dois casos, o pré-requisito é nota mínima de 450 pontos na prova do Enem, sem zerar a redação. Esses critérios continuam valendo em 2019. Mas a regra para ser chamado para o P-Fies mudou: a convocação será feita por ordem de inscrição e não a classificatória. Em 2018, apenas 0,34% das vagas do P-Fies foram preenchidas.

25 Jan 2019 - 10:30h

O prazo final para inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2019 foi prorrogado pelo Ministério da Educação (MEC), segundo comunicado divulgado na tarde desta quinta-feira (24). Em vez de encerrar no dia 25 de janeiro, conforme previam as regras, o sistema receberá inscrições até as 23h59 de domingo (27). A divulgação do resultado segue mantida para a segunda-feira (28). Segundo o MEC, a decisão foi tomada "para garantir o acesso e a inscrição de todos os estudantes". Ainda de acordo com a nota, o sistema do Sisu, que ficou instável nos dois primeiros dias de inscrição, “está funcionando de forma estável nesta quinta-feira”. A pasta diz que “continua realizando todos os procedimentos técnicos para que o sistema continue estável” e que “a lentidão eventualmente registrada resulta do volume massivo de acessos simultâneos”. Entre outras medidas anunciadas nesta quinta-feira está o retorno da regra de informe de notas de corte parciais para o esquema de 2018. A divulgação, portanto, volta a ser feita uma vez ao dia, à 0h, e não mais em vários horários.

22 Jan 2019 - 09:30h

A Universidade Estadual da Bahia (Uneb) divulgou, na tarde desta segunda-feira (21), o resultado do vestibular 2019. A lista dos candidatos aprovados está disponível no site do processo seletivo. O edital de matrícula e demais informações para as próximas etapas do candidatos aprovados também pode ser consultado no site do vestibular 2019. Foram oferecidas 4.074 vagas, distribuídas em cursos de graduação presencial disponíveis nos campi de Salvador e outras 24 cidades baianas. As provas foram realizadas nos dias 2 e 3 de dezembro. No último dia do exame, a abstenção foi de 16,17%. No primeiro dia, a porcentagem de faltas foi de 14,78%.

21 Jan 2019 - 15:30h

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, desmontou a Assessoria Estratégica de Evidências da pasta, que era responsável pela avaliação do programa de educação em tempo integral implantado pelo governo federal. O programa faz parte da reforma do ensino médio, sancionada em fevereiro de 2017. Todos os servidores que compunham essa assessoria foram exonerados de suas funções, sem que houvesse qualquer transição das ações em andamento para uma eventual nova equipe, o que coloca em xeque os projetos desenvolvidos. Procurado pelo jornal o Globo, o MEC não deu previsão de quando será formado um novo grupo para cuidar da área. As exonerações abrirão espaço para Vélez alocar seus indicados mais próximos, uma vez que a Assessoria Estratégia de Evidências é diretamente ligada ao gabinete. A equipe exonerada agora foi montada em meados do ano passado para, entre outras coisas, avaliar se o programa de ensino médio de tempo integral está dando resultados. Até o momento, o MEC repassou a estados mais de R$ 1,5 bilhão para desenvolver esse projeto, segundo dados disponíveis no portal da pasta.

16 Jan 2019 - 08:30h

O sucesso garantido no primeiro ano das matrículas informatizadas proporcionou aos municípios a continuidade do trabalho em 2019. O Sistema de Gestão Escolar da WSouza tem garantido sucesso e eficiência, gerando benefícios à toda comunidade escolar. Atualmente, a WSouza atende a 18 municípios da região oferecendo suporte a informatização da gestão escolar. Durante todo ano letivo, os técnicos responsáveis pelo sistema dão todo suporte às escolas, tornando ainda mais fácil os trabalhos desenvolvidos. Em Brumado, a WSouza sistema oferece suporte as 27 escolas da rede municipal, com seus mais de 9.500 alunos. Anualmente, o sistema é acessado mais de 40.000 vezes no município.

11 Jan 2019 - 09:30h

Com um reajuste de 4,17%, o piso salarial do magistério foi para R$ 2.557,74. A mudança, anunciada pelo Ministério da Educação na quarta-feira (9), entrou em vigor no último dia 1º. O valor corresponde ao vencimento inicial dos profissionais do magistério público da educação básica, com formação de nível médio, modalidade normal, jornada de 40 horas semanais. Segundo informações da pasta, no caso desses profissionais, o piso salarial é atualizado anualmente no mês de janeiro, desde 2009.

10 Jan 2019 - 07:30h

O Ministério da Educação (MEC) recuou nesta quarta-feira (9) da decisão que abria brecha para que livros didáticos deixassem de abordar temas como violência à mulher e cultura quilombola. A decisão foi tomada após forte reação de educadores e editoras e inclui também a volta de proibição expressa de publicidade em material escolar. O recuo foi antecipado pelo Valor PRO, serviço de informações em tempo real do Valor. "O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, decidiu tornar sem efeito o 5º Aviso de Retificação do edital do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD)", informou, em nota, o MEC. O documento ainda destaca que a retificação do edital foi realizada pela gestão anterior da pasta e enviada ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE,responsável pela compra dos livros didáticos)  em 28 de dezembro de 2018, período em que a equipe do presidente Jair Bolsonaro já trabalhava na transição de governo. A publicação da mudança no edital dos livros didáticos no "Diário Oficial da União" havia ocorrido no dia 2 de janeiro, mesma data em que Vélez tomou posse oficialmente. O documento era assinado por Rogério Fernando Lot, presidente-substituto do FNDE. O novo chefe do FNDE, nomeado por Vélez, é Carlos Alberto Decotelli da Silva.

18 Dez 2018 - 13:30h

O Brasil tem mais de 2 mil instituições de ensino superior, mas só 35 (1,6%) delas conseguiram atingir o conceito máximo do Índice Geral de Cursos (IGC), segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta terça-feira (18). Por outro lado, 278 faculdades ficaram com conceitos abaixo do limite de qualidade estabelecido pelo Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior (Sinaes). O IGC, assim como os demais indicadores do Sinaes, classifica as instituições, cursos e estudantes universitários em uma escala de 1 a 5, sendo que a nota máxima é 5 e as notas 1 e 2 são consideradas “insuficientes”. O índice é divulgado anualmente, mas é composto pela média de outros indicadores aplicados nos três anos anteriores. Comparando com o último ciclo trienal, aumentou o número de instituições com notas 4 e 5 e caiu o número delas que têm conceito 2 e 3.

17 Dez 2018 - 16:30h

Universidades públicas na Bahia divulgaram o quadro de vagas dos cursos disponíveis no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2019.1. Os candidatos devem fazer a inscrição no período de 22 a 25 de janeiro de 2019, no site do Sisu. O resultado será divulgado no dia 28 de janeiro. As matrículas da chamada regular estão marcadas pelo Sistema entre os dias 30 de janeiro a 4 de fevereiro. É importante que cada participante observe os dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em edital próprio. O prazo para manifestar interesse na lista de espera vai de 28 de janeiro a 4 de fevereiro.

17 Dez 2018 - 10:30h

Já pensou não precisar sair do sofá da sala para ligar a mangueira e medir o fluxo de água ideal para molhar o jardim? No que depender de um grupo de alunos da Escola SESI Ignez Pitta de Almeida, em Barreiras, isso já é realidade. Orientados pela professora Kelly Rahna Barbosa, de 29 anos, os estudantes criaram um projeto de irrigação via bluetooth. Um aplicativo baixado no celular, apenas em um toque e o sistema é acionado do lado de fora da casa. O projeto foi um dos destaques do 3º Encontro Nacional do Sistema Estruturado de Ensino da Rede SESI, que reuniu representantes dos Departamentos Regionais de todo o país, nos dias 29 e 30 de novembro, em Brasília. Ao todo, 20 experiências exitosas de diferentes cidades brasileiras foram destacadas durante o evento. A professora Kelly Rahna foi homenageada ao lado de outros 19 mestres pelos trabalhos desenvolvidos com os alunos. ++O sistema de irrigação via bluetooth foi um dos 11 projetos eleitos para participar da mostra científica da escola Ignez Pitta de Almeida; e o primeiro classificado entre os três melhores, após sete meses de empenho dos alunos.

14 Dez 2018 - 08:30h

O governo federal divulgou, na tarde desta quinta-feira (13), uma proposta de reformulação dos cursos de licenciatura que inclui a exigência de uma prova nacional para que professores possam dar aulas nas escolas básicas e a reformulação do curso de pedagogia. Batizado de Base Nacional Comum de Formação de Professores da Educação Básica (BNC Formação de Professores), o documento ainda não é final: a versão elaborada pelo Ministério da Educação será entregue ao Conselho Nacional de Educação (CNE), que será responsável pela discussão do texto e elaboração e aprovação da versão final.

13 Dez 2018 - 12:30h

Um homem de 41 anos foi preso em flagrante na terça-feira (11) por estupro de vulnerável de uma menina de 12 anos em Balneário Camboriú, no Litoral Norte catarinense. Segundo a Polícia Civil, ele é professor de Matemática dela, em uma escola em Itajaí, e foi visto beijando a menor de idade na praia. De acordo com a delegada Inara Drapalski, da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI) de Balneário Camboriú, a Guarda Municipal foi acionada por volta das 15h30 por banhistas na Barra Norte. “As pessoas na praia se assustaram ao ver os dois aos beijos. Uma menina muito jovem, ainda franzina. Quando a Guarda chegou eles estavam de mãos dadas”, disse a delegada ao G1. Segundo ela, os dois disseram que já conversavam há bastante tempo, trocando fotos, mas que na terça-feira teria ocorrido o primeiro encontro. A menina saiu de casa sem avisar a família e foi com o homem até a praia da cidade vizinha. Na delegacia, a mãe da jovem foi chamada. Ela disse estar desconfiada que a menina estava mentindo para ela sobre sair com amigos ultimamente. O pai dela está preso. A delegada pediu a quebra de sigilo do celular do professor, que não tem antecedentes criminais, para dar andamento às investigações. Ele trabalha na rede municipal de Itajaí, com contratos temporários, desde 2015 e dá aulas para a menor de idade desde maio deste ano. A prefeitura disse que não tinha recebido reclamações contra o educador até agora. Ele deve responder por estupro de vulnerável e pode pegar até 15 anos de prisão.

06 Dez 2018 - 15:30h

Foi publicado o gabarito do vestibular 2019 da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), cujas provas foram realizadas no domingo (2) e na segunda-feira (3). Após acessar a página, o candidato deve clicar no banner “Consulte o gabarito da sua prova”. Ele então será transferido para a ferramenta na qual, ao inserir os dados solicitados, terá acesso ao gabarito. Os candidatos do curso de medicina devem, na seção “Consultas”, digitar o número de identificação localizado na capa do caderno de provas. O Sistema disponibiliza o acesso individualizado aos gabaritos das provas aplicadas em 2 e 3 de dezembro. Os candidatos dos demais cursos devem, na seção “Consultas”, digitar os dados cadastrais de acordo com o que é solicitado pelo sistema, e então verificar o gabarito observando o código constante das Instruções do caderno de provas. O Sistema disponibiliza o link dos quatro modelos de gabaritos de provas aplicadas em 2 e 3 de dezembro de 2018. O candidato deve utiliza a “barra de rolagem” para visualizar o gabarito do respectivo caderno de provas. O resultado final do vestibular 2019 da Uneb está previsto para ser divulgado em 18 de janeiro de 2019, no site da instituição.

03 Dez 2018 - 17:30h

As inscrições para o vestibular 2019 da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), que terminariam no último domingo (2), foram prorrogadas para até o dia 9 de dezembro, informou a instituição de ensino. Os candidatos interessados poderão se inscrever, exclusivamente, pela internet e optar por uma das 47 opções de cursos de graduação, disponíveis nos campi de Itapetinga, Jequié ou Vitória da Conquista. Ao todo, o processo seletivo disponibiliza 1.186 vagas, sendo 727 para o primeiro período letivo de 2019 e 459 para o segundo período. As provas serão aplicadas nos dias 20 e 21 de janeiro, nas três cidades onde a Uesb possui campus: Itapetinga, Jequié e Vitória da Conquista. Os candidatos irão fazer provas objetivas e uma redação. As provas objetivas serão divididas em Português (Língua Portuguesa e Literatura Brasileira), Língua Estrangeira, Matemática, Ciências Humanas (História, Geografia e Conhecimentos Contemporâneos) e Ciências da Natureza (Física, Química e Biologia). No ato de inscrição, o candidato deve escolher a opção de língua estrangeira: Inglês, Francês ou Espanhol.

21 Nov 2018 - 09:30h

O Ministério da Transparência e Controladoria Geral da União (CGU) identificou pagamentos duplicados a 6,9 mil alunos de mestrado e doutorado que recebem bolsas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), vinculada ao Ministério da Educação, num período de três anos – 2015, 2016 e 2017. Os acúmulos são entre as bolsas da Capes e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), considerados irregulares, com um prejuízo potencial de R$ 28,7 milhões, conforme a auditoria finalizada em setembro deste ano. A Capes concede bolsas a alunos da pós-graduação por meio de dois programas. Um atende alunos de mestrado e doutorado de universidades públicas. Outro, de universidades particulares.

12 Nov 2018 - 08:30h

Quem se dispuser a sair à caça de livros doutrinários nas escolas públicas brasileiras terá um empecilho crucial, mas não exatamente uma surpresa: em 18,9% das unidades das redes estaduais de ensino fundamental e em 61,1% das municipais não há biblioteca (ou mesmo uma simples sala de leitura). De acordo com a Veja, tais números, recentemente divulgados pelo Ministério da Educação, são espantosos — ou deveriam ser, em qualquer discussão sobre a qualidade da educação oferecida pelo governo. Quem se lembra, porém, de ter ouvido discursos inflamados ou visto posts nas redes sociais de parlamentares a respeito da escola sem livro, sem aula, sem instalações adequadas, sem quase nada?  Tomem-se apenas as instituições de ensino fundamental comandadas pelos municípios, que em geral apresentam as maiores deficiências. Somente 28,6% delas possuem quadras de esportes, e o número de parquinhos chega a escassos 14,3%. Pouco mais da metade (52,6%) têm internet. Os colégios voltados ao ensino médio apresentam índices melhores, mas ainda assim desoladores para alunos que deveriam estar se preparando para o Enem e o vestibular. Laboratórios de ciências são realidade em 28,2% das escolas municipais e em 39,2% das estaduais. No plano geral, contudo, a deficiência é a regra atávica. Um caso recente, símbolo de todo o restante, é o da escola estadual paraibana Antônio Pessoa, em João Pessoa. A reforma do prédio seria uma boa notícia, mas as aulas estão paralisadas há mais de dois meses devido às obras. Na semana que vem as atividades serão retomadas, mas em outro endereço. Até lá, não há professor presente para ensinar — quanto mais para ser filmado.

06 Nov 2018 - 11:30h

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta segunda-feira, 5, ser favorável à gravação de professores por alunos dentro de sala da aula. “Só o mau professor se preocupa com isso daí”, disse, em entrevista à Band, após criticar o ensino de questões relacionadas a minorias e defender o projeto Escola sem Partido, movimento que visa a combater uma suposta “doutrinação ideológica” nas instituições de ensino — e já foi contestado pela Advocacia-Geral da União (AGU) e pelo Ministério Público Federal (MPF). A gravação ou filmagem de professores chegou a ser estimulada após o segundo turno por uma deputada estadual de seu partido eleita em Santa Catarina, que tentava coibir manifestações contrárias à eleição de Bolsonaro. Denunciada pelo Ministério Público, Ana Caroline Campagnolo foi impedida pela Justiça de seguir com sua campanha. Segundo a decisão, a prática fere a liberdade de expressão, o pluralismo de ideias e as concepções pedagógicas. Entretanto, para Bolsonaro, os professores deveriam se orgulhar caso suas aulas fossem gravadas por alunos. “Quando eu dava aula de educação física no quartel, se tivesse alguém me filmando — naquela época não tinha telefone celular —, não teria problema nenhum”. O presidente eleito também criticou a prova do Exame Nacional do Ensino Médio, que no domingo, 4, incluiu uma pergunta de linguagem que citava o “pajubá”, descrito na prova como o “dialeto secreto” usado por gays e travestis. “Uma questão de prova que entra na dialética, na linguagem secreta de gays e travestis, não tem nada a ver. Não mede conhecimento nenhum. A não ser obrigar para que no futuro a garotada se interesse mais por esse assunto. Temos que fazer com que o Enem cobre conhecimentos úteis”, disse na entrevista.

26 Out 2018 - 14:30h

Se você é portador de diploma de curso de nível superior na área de Filosofia, Sociologia, Antropologia, Arqueologia, História, Geografia, Psicologia, Educação, Ciências Políticas, Letras, Artes ou Comunicação Social, poderá ingressar no Curso de Licenciatura em Pedagogia, ofertado pelo Campus da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), em Brumado, através de Matrícula Especial. Para isso, basta participar da seleção regida pelo Edital nº 111/2018, através da qual estão sendo disponibilizadas 04 vagas. A documentação exigida para a inscrição é a seguinte: cópias do Histórico Escolar, do diploma do curso de graduação e da carteira de identidade. As inscrições serão realizadas até a próxima sexta-feira (26), na na sede da instituição, localizada na Rua Exupério Pinheiro Canguçu, 300. O telefone para obter maiores informações é o (77) 3441-3278.

20 Set 2018 - 16:30h

Quase um terço dos brasileiros que ingressaram em cursos de graduação em 2017 optaram pelo via do ensino a distância. É o que mostram os resultados do último Censo da Educação Superior, divulgados hoje pelo Ministério da Educação. Segundo os dados, só neste último ano, o acesso à formação superior não-presencial subiu 27% – o maior aumento já registrado na série histórica, que começou há uma década – nos cursos convencionais, só para comparar, o acréscimo foi de 0,5%. O Brasil tem hoje quase 1,8 milhão de alunos matriculados em cursos de graduação a distância, um quinto do total. A flexibilidade de horário e o preço mais baixo são apontados como os principais motores do crescimento vertiginoso do Ensino a Distância (EAD) no Brasil. “Cursos online são a solução para quem precisa conciliar trabalho e estudo”, diz o especialista Cláudio de Moura Castro, articulista da Revista Veja, que destaca também a regularização da modalidade como catalisador do aumento. Em maio do ano passado, o MEC publicou uma portaria possibilitando o credenciamento de instituições de ensino superior para cursos de EAD sem a exigência de aulas presenciais, o que ampliou substancialmente a oferta de vagas nesta alternativa de graduação. A educação tecnológica, mais voltada para a inserção no mercado de trabalho, foi especialmente beneficiada pela decisão: mais de 46% das matrículas na área já são a distância.