Guanambi lidera casos ativos de Covid-19 no interior da Bahia

20 Jan 2022 - 07:00h

A Bahia passa por uma nova onda de Covid-19 e, quando se trata do número de casos ativos, Guanambi, a 141 km de Brumado, se torna líder em novos infectados pelo vírus no início deste ano, no interior do estado. De acordo com o jornal Correio, há três dias o município tem estado no topo do ranking de casos ativos, sem contar Salvador e região metropolitana. De acordo com a secretaria de saúde de Guanambi, a cidade tem 913 casos ativos de coronavírus.  Moradora do município e médica psiquiatra, Maria Elisa Lima, 35 anos, percebeu a alta de casos no trabalho. “Estava de recesso e voltei a atender na sexta passada. Tivemos uns cinco pacientes que não puderam vir por estarem com covid. Antes desse aumento, não estava tendo remarcações”, conta ela, explicando que o volume de pacientes cancelando consulta só foi parecido em outros momentos de alta nas infecções pelo vírus. De acordo com Brisa Barros, médica e coordenadora do hospital de campanha da Covid-19 em Guanambi, a demanda por atendimentos nunca foi tão grande como agora. “O número de casos aumentou exponencialmente. Mesmo no ano passado, nas outras ondas, não tínhamos um número de atendimentos tão volumoso como agora. Nosso máximo era 180 por dia. Agora, todo dia quebramos recorde, chegando a 280 atendimentos diários”, fala a coordenadora. Além da aplicação da restrição de eventos válida para toda a Bahia, a gestão ampliou o atendimento para arcar com a demanda de infectados. No hospital de campanha, antes ficava um médico de plantão. Agora, são dois profissionais no pronto-atendimento por turno, e uma unidade de retaguarda vai ser reaberta para ampliar a atenção nas urgências.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias