Homem diz que matou mulher porque ela não deixou de ser garota de programa

29 Mar 2019 - 11:30h

O ex-namorado da garota de programa achada morta em quarto de hotel com marcas de violência, em Marília (SP), alegou à polícia que matou a mulher por ciúme e que havia terminado o relacionamento com ela há poucos dias porque ela não teria deixado de fazer programa. Segundo a Polícia Civil, Gustavo Rodrigo Rodrigues Lopes, 36 anos, foi preso nesta quarta-feira (27), em Tupã (SP), depois de ter tido a prisão temporária decretada. Ana Paula Rodrigues, de 37 anos, estava hospedada no hotel há quase três meses e foi encontrada morta por funcionários do local. Ao G1, o delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) Wilson Tramontini, informou que, durante o depoimento, Gustavo contou que havia terminado seu relacionamento com Ana Paula após ter a surpreendido saindo de um outro hotel com um suposto “cliente”. No dia do crime, ele alegou que foi até o quarto da ex onde começaram a discutir.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias