Magnesita: Moradores da Vila Presidente Vargas continuam reclamando da poluição

08 Ago 2013 - 15:36h

O site Brumado Notícias acompanhou o vereador Castilho Viana (PSB) até a Vila Presidente Vargas para apurar as inúmeras reclamações dos moradores da localidade com relação à poluição causada pela Magnesita. Os moradores insistem em afirmar que durante a noite a empresa desliga os filtros dos fornos e, com isso, toneladas de poeira são lançadas na atmosfera atingindo o vilarejo e causando danos a saúde pública. A informação foi confirmada pela moradora Maria Geni da Silva Santos, 74 anos, que mora há 40 anos na Vila. Segundo a dona de casa, por conta da poluição, ela tem passado mais tempo na roça do que em casa. A idosa disse ainda que a Magnesita já se reuniu com a comunidade e prometeu resolver o problema até o mês de julho, mas a promessa não foi cumprida. Na residência de Dona Maria podem ser vistas as camadas de pó que se formaram nas telhas, nos baldes e na mobília, que tem de ser limpa pelo menos três vezes ao dia. “Meu filho e meu marido estão com sérios problemas de saúde por causa dessa poluição. Muitos moradores não comparecem as reuniões ou não denunciam porque trabalham ou tem algum parente trabalhando na empresa e temem perder o emprego”, denunciou a idosa. 

Situação parecida a nossa reportagem encontrou na casa do aposentado José Antônio de Lima, o popular Carrate, que mora há 33 anos na Vila. Segundo ele, já se tornou um hábito a família tomar remédios antialérgicos e ir ao hospital em função de problemas derivados da poluição no local. Para comprovar as queixas dos moradores, o aposentado mostrou a garagem de sua casa, onde, segundo ele, a poeira misturada com o óleo dos fornos da Magnesita danificou até a pintura do seu carro. No intuito de dar uma satisfação à população, a empresa instalou uma base de monitoramento do ar em frente a uma escola infantil, mas os populares reclamam que a Magnesita diz que o coletor não apresenta alto índice de poluição. O vereador adiantou durante entrevista que irá acionar o Ministério Público Federal para intervir na questão. “Ouvimos a empresa na Câmara e a mesma prometeu solucionar o problema entre os meses de junho e julho, mas a solução que prometeram ainda não chegou. Com isso a poluição continua afetando a saúde pública e degradando o meio ambiente. Acredito que vamos ter que somar forças com o Ministério Público Federal para resolver esse impasse”, destacou Viana.

Comentários

Paulo Roberto

"Deveriam fechar essa empresa até que se regularize isso, mas não, o dinheiro é mais importante que a saúde pública!! "Brasil, um país de tolos"."

Patrick Peronne

"Eu e minha esposa fomos nascidos e criados na Vila Presidente Vargas e hoje moramos foram, mas sempre que vamos visitar nossos parentes e amigos sofremos bastante com essa poluição. O pó é demais. Os idosos, as crianças e todos os moradores precisam ter uma qualidade de vida melhor."

Luiz Paulo

"Eu apoio as reivindicações dos moradores da Vila Presidente Vargas. Os donos da Magnesita estão todos ricos e nenhum sofre como os moradores do local. Precisamos que essa questão seja resolvida, pois já não suportamos mais."

Deixar comentário

Comentário

mais notícias