Planserv: Anestesistas suspendem atendimento e cirurgias são canceladas

08 Jan 2019 - 11:30h

Médicos anestesistas que atendem pelo plano de saúde dos servidores públicos da Bahia, o Planserv, suspenderam as atividades na Bahia, nesta segunda-feira (7). A medida foi tomada porque, segundo o Conselho Regional de Medicina da Bahia (Cremeb), os valores pagos pelo plano, aos médicos, não são reajustados há 10 anos. Com isso, pacientes que utilizam o plano receberam avisos de hospitais com o cancelamento de cirurgias. A justificativa da Cooperativa dos Médicos Anestesiologistas (Coopanest-BA), para a suspensão do atendimento via Planserv, é chamada de inflexibilidade do plano para a liberação do reajuste dos honorários médicos. A Coopanest informou ainda que esse reajuste, que não é feito há 10 anos, foi solicitado pela classe há três, além de outras pendências contratuais. Segundo o vice-presidente do Cremeb, Júlio Braga, as cirurgias de emergência com anestesistas estão garantidas pelo plano. Ele informou ainda que a suspensão vale apenas para cirurgias eletivas agendadas a partir desta segunda-feira (7). Por meio de nota, o governo do estado, responsável pela administração do Planserv, informou que os serviços de anestesia podem ser prestados diretamente pelos hospitais, pois já estavam previsto desde quando a rede credenciada estabeleceu relação contratual com o plano. A nota diz ainda que o Planserv que está adotando todas as medidas necessárias para que as cirurgias continuem sendo realizadas sem qualquer tipo de prejuízo em toda a rede de prestadores.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias