Governo recomenda fiscalização imediata de 3,3 mil barragens de alto risco

31 Jan 2019 - 10:30h

O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, recomendou adoção de medidas necessárias à imediata fiscalização de todas as barragens classificadas como "risco alto" ou com “dano potencial associado alto” de acordo com relatório de Segurança de Barragens produzido pela Agência Nacional de Águas (ANA). A decisão do ministro foi publicada no Diário Oficial da União da última quarta-feira (30). O ministro recomendou as medidas aos órgãos e entidades fiscalizadores de segurança de barragem considerando o acidente com a barragem no Córrego do Feijão, no município de Brumadinho. Atualmente, de acordo com o ministro, existem 20 mil barragens cadastradas no Brasil, com diversas finalidades. Deste total, 3.386 são classificadas com dano potencial associado alto ou risco alto. De acordo com os últimos dados do Corpo de Bombeiros, 99 mortes foram confirmadas em Brumadinho e 229 pessoas continuam desaparecidas.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias