Paralisação nacional leva professores, alunos e sindicalistas em protesto as ruas de Brumado

15 Mai 2019 - 16:55h

Na manhã desta quarta-feira (15), professores, alunos e sindicalistas foram às ruas de Brumado em adesão à paralisação nacional da categoria. O cortejo partiu da Avenida Centenário, passou pelo centro comercial, com parada de reflexão na escadaria da Igreja Matriz. Em seguida, os manifestantes se deslocaram até o prédio da prefeitura, onde deliberaram sobre o teor da manifestação. Todo o protesto, apontado como pacífico, foi acompanhado por uma guarnição da polícia militar e não houve registro de alterações no percurso.

Em entrevista ao site Achei Sudoeste, a presidente da APLB, Vanusa Lobo, disse que a educação parou no país para protestar contra o corte de verba de 38% às universidades federais promovido pelo Governo Bolsonaro. “Quando ele faz cortes à educação, ele tira a oportunidade da população brasileira, filho da escola pública. Esse contingenciamento só foi na educação. O professor, o pai e a mãe que não entendem esse movimento está alienado. Nós estamos nas ruas para dizer que não aceitamos isso porque a educação liberta. Não vamos nos calar”, declarou.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias