Beneficiários do Bolsa Família não devem votar, defende deputado paulista

31 Out 2014 - 10:00h

O deputado estadual Aldo Demarchi (DEM) causou polêmica ao defender que os beneficiários de programas sociais sejam proibidos de votar. Para Demarchi, eles só poderiam ter o direito de voto garantido após deixar de receber os recursos de programas como o Bolsa Família. De acordo com o Jornal Cidade, o parlamentar paulista defende a suspensão do título de eleitor de todos os aptos a votar e que estejam inclusos no Cadastramento Único do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). Para o deputado, os beneficiários votaram na presidente Dilma Rousseff (PT) por medo de perder os benefícios. “O que ficou claro no resultado dessa eleição é que onde tem trabalho, onde existe o trabalhador, aquele que levanta de manhã, que trabalha e gera a riqueza desse país, que é São Paulo, o registro, a fotografia da mudança foi clara. Onde foi que nós perdemos? Onde a dependência do Bolsa Família das pessoas que não querem trabalho, que não veem o progresso dentro de sua carreira. Nós perdemos ali”, avaliou, considerando o Bolsa Família como um processo de compra de voto.

Comentários

Anderson Jatobá

"Discordo da suspensão do direito de votar dos beneficiários do bolsa família. É preciso que intensifique a fiscalização, para distribuir para quem realmente necessita, e estipular um período, não fazendo do programa um benefício vitalício."

Deixar comentário

Comentário

mais notícias