Brumado: PM e Embasa retiram ligações clandestinas na Lagoa Funda

16 Jan 2021 - 06:55h

Uma operação realizada pela Embasa com apoio da Polícia Militar da Bahia na última quarta (13) retirou novas ligações clandestinas instaladas diretamente na adutora que transporta água bruta para a estação de tratamento de Lagoa Funda, em Brumado. Além de abastecer imóveis clandestinamente a água furtada estava sendo utilizada em pequenas produções agrícolas. Segundo apurou o site Achei Sudoeste, o volume furtado estava contribuindo para reduzir a oferta de água tratada distribuída em diversas localidades atendidas pelo sistema de Lagoa Funda, como Itaquaraí, Lagoa do Arroz, Pedra Preta, Furado dos Veados entre outras localidades rurais do município. Após a operação, a estação de tratamento registrou um aumento de cinco mil litros de água por hora. Segundo o gerente regional da Embasa, Manuel Mateus, a operação é uma ação continuada que a concessionária vem realizando em virtude dos problemas no abastecimento na região. “Demos prosseguimento à ação de combate às ligações clandestinas e com o apoio da Polícia Militar conseguimos identificar gatos que estavam desviando grande volume de água e afetando a regularidade do fornecimento de água tratada nas localidades atendidas pela ETA da Lagoa Funda. O desperdício praticado por algumas pessoas afeta diretamente o abastecimento de muitos”, comentou ao informar o registro do Boletim de Ocorrência na delegacia de polícia de Brumado. Qualquer intervenção na rede da Embasa com o intuito de furtar água é crime e o infrator está sujeito ao cumprimento das penalidades previstas na legislação vigente. A população pode denunciar sigilosamente as situações de fraude pelo teleatendimento 0800 0555 195.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias