Salários de dezembro ainda não foram pagos aos professores e aulas continuam paralisadas em Tanhaçu

05 Mai 2021 - 10:00h

Desde o dia 29 de abril, os professores da rede municipal de ensino de Tanhaçu, a 74 km de Brumado, paralisaram as atividades devido à falta de pagamento dos salários de dezembro de 2020 (veja aqui). Em entrevista ao site Achei Sudoeste, a presidente do Sindicato dos Professores da Rede Pública Municipal de Tanhaçu (SIMPRO), Valdirene Pereira, disse que a categoria não chegou a um entendimento com o atual prefeito João Francisco Santos (PP), visto que o débito foi deixado pela gestão do ex-prefeito Jorge Teixeira Rocha (DEM). “Depois de muito diálogo, ele nos informou que não nos pagaria sem uma ação judicial. Impetramos essa ação no dia 11 de janeiro e, de lá pra cá, a gente vem buscando os meios para resolver o problema”, explicou. Embora o sindicato tenha protocolado outro ofício na prefeitura e na secretaria de educação, Pereira disse que não houve resposta acerca da manifestação. “Com a falta de resolução do problema, decidimos, por unanimidade, em assembleia, manter a paralisação”, destacou. Para a presidencial sindical, a paralisação traz ainda mais prejuízos ao ensino, visto que o próprio sistema remoto, o qual estava sendo executado no município, já é deficitário. “Buscamos resolver com o diálogo, mas não houve. Nem o ano letivo de 2020 foi concluído. Já são 4 meses aguardando esse salário”, finalizou.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias